30 de março de 2013

Little Things - Capítulo 42: In Love ...


                                                       ~ Narrador ON~




Para quem olhava de fora, todo aquele papo de Harry comprometido, Phillip apaixonado e Zayn esquisito era tudo uma grande loucura. O que estava acontecendo com os garotos mais visados daquela escola? Até anel de compromisso Styles havia dado a Karolinne. Aquilo parecia surreal.

Karolinne não podia estar mais feliz, todas as meninas a invejavam, afinal Harry pode ter pego metade daquela escola inteira. Mas no fim das contas a única que conseguiu namorar com ele foi ela. Além disso, ela se sentia particularmente vitoriosa, toda vez que via a cara de Seunome quando ela chegava perto de Harry ou até mesmo quando falava sobre o namoro dos dois.

'' Seunome, Seunome, hey acorda'' – a garota ouvia a voz ao fundo e enfim despertou quando sentiu as mãos nada delicadas de Maya a chacoalhando.

Você: Me deixa... - disse mau humorada

Maya: Se esqueceu da sua péssima nota em matemática? Desse jeito você vai acabar ficando de recuperação – falou irritada

Você: Não tô nem aí. - revirou os olhos

Maya: Poxa Seunome, se ajuda, todas nós temos que passar, assim o acampamento no próximo ano já vai estar garantido. - a garota a olhou irritada

Você: Eu estou me lixando para acampamento. - falou em um tom de voz alto e o professor chamou atenção das duas

Maya não falou mais nada. Harry olhou de canto de olho para Seunome, como ele queria poder ir até ela e falar que toda aquela história de namoro era apenas um acordo para salvar o relacionamento dos dois. Se entristeceu ao lembrar do que acontecera noite passada.


                                     ~Flash Back On~

Harry chegou em casa e foi direto para seu quarto. Se perguntava em como sua vida se tornou aquela palhaçada? Sendo ameaçado por uma vadia como a Karolinne... agora teria passar por essa humilhação por 1 mês. Mas isso nem era o pior... ela, ela mesmo. A garota pelo qual ele fazia aquilo tudo, era o que ela estava sentindo que o preocupava.

E se ele contasse toda a verdade sobre o plano de Karolinne não seria mais fácil? Sim, seria. Mas a cobra havia pensando em tudo, e disse aquele trato era só entre os dois. Nem mesmo as suas melhores amigas ela contou. Claro, adora ser a grande poderosa, ama ser idolatrada.

Mil coisas passavam na cabeça de Harry que só queria que o tempo andasse 1 mês para frente em segundos para aquela tortura acabar logo. Ele afagava a cabeça do pequeno Ed que tentava tirar um cochilo depois de almoçar.

'' Ed.. Ed, meu amor... - assobio- Ed... '' - ele ouviu a voz dela chamando pelo filhote no corredor

Quando ela abriu a porta de seu quarto. Assim que o viu deitado na cama, seus olhos se entristeceram.

Você: Ahh você está aí. - foi até o cachorro e sem tocar em Harry pegou o animal no colo, virou as costas .

Styles se levantou e correu na frente da menina, fechando a porta e se escorando nela parando de frente para a garota que não estava para brincadeiras.

Você: Sai da minha frente Styles! - ordenou irritada



Harry: Por favor...deixa eu te explicar – ele abaixou a cabeça

Você: Explicar? - gritou sem acreditar – Então tá bom, me explica de como em um dia você diz que me ama e no outro assume compromisso com aquela vaca? Vai!! Me explica – ela o empurrou com agressividade

Harry: Um dia você vai entender... - ela voou no pescoço dele

Você: Eu já entendi, você é um crápula, sem caráter – ela cravou as unhas no pescoço dele – Só queria me... ahh – de repente ela caiu fraca ao chão

Ele levou as mãos até seu pescoço que estava ardendo com os arranhões violentos dela.

Harry: Eu não queria te fazer sofrer... - ele disse baixinho, ela olhou em sua direção com os olhos vermelhos

Você: Eu sou uma idiota, de ter acreditado no seu papinho, nas suas histórias. Mas juro Harry, que você nunca mais vai chegar perto de mim, nunca. - ele deu espaço para ela passar e de lá saiu.

O cachorrinho parado ao chão, pareceu entender aquela cena triste, Harry sentou em sua cama com as mãos na cabeça e logo brotaram lágrima de seus olhos.



Ed foi até a porta, olhou para Styles com uma carinha triste e saiu dali. Provavelmente porque esperava que no outro quarto, uma frágil menina, precisava mais de sua amizade.

                                    ~Flash Back OFF~

No recreio todo aquele teatro continuou, Karolinne fazia questão de sambar na cara de Harry. Mandava ele pegar coisas para ela comer e certa vez até pediu -lhe uma flor do jardim, mas ele se recusou, com ousadia.

Os seus amigos não entendiam como ele estava namorando alguém como Karolinne, para aquele colegas dele, Harry nunca namoraria. Mas para seus amigos mesmo, eles sabiam que no fundo Harry era um cara romântico, só que definitivamente Karolinne não fazia o tipo dele.

Seunome andava afastada de seu grupo, ela não aguentava mais aquela situação. Ter que omitir o fato de que estava completamente apaixonada pelo cara errado. Foi para o jardim e ficou atirando pedrinhas para longe.

'' Oi'' – logo disse uma voz baixa e agradável – ela olhou para a pessoa e sorriu, dando espaço para que esta se sentasse ao seu lado

Você: Que milagre você não estar com nenhum livro. - riu de Bia, uma leitora assídua.

Bia: Ás vezes eu gosto de ficar aqui só pensando na vida. - suspirou

Você: Como está o lance com o Zayn? - perguntou interessada

Bia: Ahh sei lá... acho que não sou garota pra ele. - abaixou a cabeça e Seunome deu uma risada alta e irônica.

Você: Querida, mas fácil ele não ser garoto para você. Qual é? Você é demais, superinteligente, engraçada, tem personalidade, é carinhosa... ele tinha que implorar para te ter – Bia balançou a cabeça

Bia: Você não entende, eu não sou como essas garotas lindas da escola, líderes de torcida, com corpo perfeito. Teria que ser assim para um dia ele dizer para alguém que ficou comigo. - Seunome arregalou os olhos

Você: Ahh vocês ficaram? Quando foi isso? - questionou super curiosa

Bia: Não foi só uma vez.. . - sorriu e começou a contar sobre toda essa trajetória curta e intensa com Malik

Você: Ele fez isso?? Ahh mas deixa eu encontrar esse garoto, como assim ele manda você se esconder?? - disse impaciente

Bia: Não, você não vai procura-lo, não vai falar nada, promete pra mim, promete, por favor – falou nervosa

Você: Okay... não digo nada por enquanto, mas se ele fizer qualquer coisa... juro que o mato. - Bia riu do jeito protetor da amiga

Bia: E você e o Harry? - Seunome ergueu a sobrancelha – Ahh você não acha que eu acreditei naquela história de que você misteriosamente escorregou e caiu em cima da boca dele né? Eu sou a nerd do grupo, deveria ter pensando em uma desculpa mais inteligente.

Você: Não tem como te enganar né? Ahh amiga, eu só queria alguém para desabafar – Seunome se deitou no colo da amiga

Bia: Eu sirvo? - perguntou fazendo carinho nos cabelos dela que sorriu



As duas amigas ficaram conversando e logo o sinal bateu. Passar esse recreio com Bia foi ótimo para Seunome que esqueceu um pouco de todos seus problemas. As duas estavam indo em direção a sala quando a nerd repara em um casal se beijando perto do muro.

Bia: Olha lá... - chamou a atenção de Jones

Quando ela se virou para ver o que acontecia, lá estava Phillip com outra garota, uma de uma série mais nova que ela só conhecia de vista. Algo dentro dela reagiu com aquela cena. Mas admitiu que ele estava certo. Tinha que seguir em frente, se lembrou de que quando ele a quis, ela o dispensou.

Você: Vamos entrar Bia... - falou brevemente e segurou a menina pelos ombros indo para a sala.

Lá chegando, estava Harry na sua cadeira e Karolinne praticamente sentada em seu colo. Olhou para aquela cena e pensou: '' Uau, como o mundo gira'' A alguns dias, eu tinha dois garotos que se diziam apaixonados por mim e hoje... essa é a prova que os homens não prestam, só querem te convencer a se entregar para eles. O que no caso de Harry funcionou.

Apenas se sentou em sua cadeira com má vontade e acompanhou as últimas aulas com desanimo. No fim da aula, pegou suas coisas e foi saindo. Encontrou Phillip saindo de outra sala, já que por algum motivo, ele havia sido transferido para aulas diferentes das que ela frequentava.

Phillip: Oi Seunome. - disse e me abraçou- Você está melhor?



Você: Sim, me desculpa por ter te dado trabalho, você não tinha que me levar pra casa.

Phillip: Claro que eu tinha, mesmo que a gente tenha brigado, eu sempre vou te proteger. - ele sorriu



Você: Ahh claro, me largou no meio da rua e foi embora naquele dia, bela proteção – lembrou a garota e ele coçou a cabeça

Phillip: Me perdoa por isso? Não sei o que deu em mim... quer dizer, sei sim, eu perdi a cabeça. - ele pareceu se entristecer

Você: Hey, não tem problema. Vamos esquecer isso. - Phillip sorriu

Phillip: Estamos bem? - a garota assentiu

Você: Cuidado com esse sorrisinho, depois não reclama se eu for te incomodar na sua casa toda hora para ir jogar seu super videogame – ele riu



Phillip: Você pode ir a minha casa, sempre que quiser vizinha. - ele piscou e os dois foram para casa.



'' Bia... hey Bia, espera! '' - corria atrás da garota no caminho da escola, hoje ela por algum motivo não estava com sua bicicleta

Bia: Zayn, me deixa, sai de perto de mim, alguém pode te ver. - disse sarcástica

Zayn: Me perdoa, eu sou um estúpido mesmo, eu só não queria que eles falassem alguma coisa que poderia te magoar. - ela que estava andando parou ao ouvir isso

Bia: Mais do que você me machucou Malik – disse com lágrimas pretendendo sair de seus olhos – Acho improvável. E você tem medo que eles me chamem de que? De nerd, esquisita, feia? Eu já estou acostumada.

Zayn: Desculpa por aquilo, Eu só queria que... ahhhh- gritou como se liberasse algo – Você é a melhor pessoa que eu já conheci.

Bia: Não posso dizer o mesmo de você Zayn... eu pensei que você fosse uma boa pessoa. Eu sempre gostei de você, desde que éramos pequenos – revelou e Zayn a olhou com surpresa.

Zayn: O que? Eu sou o garoto que você gosta? - perguntou incrédulo 

Bia: Errado. Você era o garoto que eu gostava. - ela se virou e ele a segurou pelo braço e colou seus corpos em fração de segundos

A garota se sentiu mais fraca ali tão perto dele. O olhou com nervosismo e Zayn sentia algo que não conseguia explicar.

Zayn: Porque não me disse antes? - sussurrou fraco

Bia: Nós não nascemos para ficar juntos. - disse firme, mas ele a puxou pela cintura, passou a mão em seu rosto, fechando os olhos ao sentir aquela pele macia em suas mãos

Ele foi se aproximando dela e quase encostou seus lábios nos dela, mas a garota o empurrou, encontrando forças de algum lugar que nem ela conhecia.

Bia: Não Zayn... você não vai me usar mais, não sou uma qualquer. Não se aproxima mais de mim. - ela quase gritou essas palavras



Zayn: Mas Bia, eu também gos... - a garota o interrompeu

Bia: Não fala nada. Não me faz sofrer mais do que eu já sofri. - disse amargurada e o garoto ficou calado. Não disse mais nada. Assentiu e foi embora.


Bia respirou e começou a liberar lágrimas que segurava a alguns minutos. Zayn respirava pesadamente e chutava pedrinhas que apareciam em seu caminho. Algo retornou a sua mente: '' Ela merece alguém melhor, alguém que a trate como ela mereça...'' De acordo com a maioria das pessoas que ''conheciam'' Zayn Malik e Bia, ele com certeza não era esse alguém para a garota.



'' Ahhh Louis... eu tenho uma super novidade para te contar!!!'' Espera aí que estou indo na sua casa'' – Elis falava animadamente ao telefone

Louis não tinha ideia do que seria, mas ao ouvir aquela voz alegre da garota que ele tanto ama, sabia que não importa o que fosse, ele ficaria feliz também. Ele havia acabado de sair de um banho e terminou de se vestir. Em alguns minutos a campainha soa, ele desce correndo para atender já que a mãe não estava em casa no momento.

  • Oi meu amor – disse abrindo a porta e lhe dando um selinho

Elis entrou com um envelope nas mãos e com um sorriso de orelha à orelha. Tomlinson fechou a porta e a olhou com curiosidade.

Elis: Louis William Tomlinson, esse é o dia mais feliz da minha vida. Você sabe que meu sonho é fazer direito, então... um amigo do meu pai, dono de um Escritório muito famoso me deu um emprego. - disse com animação e Louis a abraçou feliz, girando ela na sala



Louis: Ahh que demais, estou muito feliz por você. Já sabe quando começa? - disse e deu-lhe um beijinho, segurando em sua cintura

Elis: No começo do próximo. - sorriu

Louis: Nossa... já tá bem perto então. - lembrou o garoto

Elis: Eu sei, tenho que organizar tantas coisas. Nossa, minha vida vai ficar um loucura. - pensou alto

Louis: Esse escritório é no centro da cidade? - a garota riu ao ouvir aquilo

Elis: Não Louis, o Escritório é em Londres. - falou como se o Louis já soubesse daquela novidade.

Louis: Em Londres? - ele soltou seus braços da cintura dela e se afastou

Elis: Eu não tinha te falado que era em Londres? Louis, eu vou me mudar pra lá. - disse apreensiva

Louis: Se mudar? Você vai embora e age com essa tranquilidade toda? E em relação a nós dois? Quer dizer que acabou? - ele perguntou com tristeza

Elis: Louis, eu te amo. São só alguns meses, é uma grande oportunidade. Não quero que a gente termine, só fica a umas 3 horas daqui– foi segurar no ombro dele, mas Louis esquivou

Louis: Não Lis, Londres não é tão perto daqui assim. Como vamos levar esse relacionamento? - levou as mãos à cabeça

Elis: Você tá sendo egoísta Louis, você devia me apoiar e não ficar impedindo meu sonho. - falou brava

Louis: Eu sou egoísta? Você que está me deixando para trás e em nenhum momento pensou em mim. - ele se sentou

Elis: Pensei que você me apoiaria. Se fosse ao contrário, eu nunca te impediria de lutar por seus sonhos. - disse e saiu da casa, batendo a porta com força.

Tomlinson ficou lá jogado no sofá pensando em toda aquela confusão. Londres... bem, Londres não parecia tão longe assim. São só algumas horas dali. Mas para o amor parecia soar como o Japão.

Como seria sua vida sem acordar e ir para a porta da casa dela para irem juntos para o colégio? Como seria não ver aquele sorriso? Sem suas brincadeiras ao fim da tarde? Alguns meses... soava mais como uma eternidade para Louis.

                                                 ~ :3 ~

Para levar essa história para frente terei que acelerar um pouco o tempo. Não descrevei pontos importantes da história que sempre que necessários serão inseridos por meio de flashback.

Essa Fanfic começou com uma mãe de família separada a algum tempo, uma mulher guerreira, criativa e muito carinhosa. Possui dois filhos do antigo relacionamento com um homem que não a valorizava. Gemma, sua filha mais velha que estava em uma Universidade no Canadá e Harry seu caçula, que aos poucos começava a se tornar um homem de verdade. Essa mulher se chamava Anne e por ação do Sr. Destino acabou por conhecer George.



George era um viúvo que apesar das dores do passado, levava uma vida leve, sem vícios, era muito simpático, divertido e romântico, ponto que encantou Anne de primeira. Porém o Sr. Jones tinha uma filha, uma órfã. E somente isso já deixava a situação complicada. Seunome era apenas uma criança, sua mãe morreu em um acidente de carro, a pequena garota estava no carro. Isso só intensifica ainda mais, a dor da menina, a falta que sua mãe faz é impreenchível.

A garota nunca mais foi a mesma. Em certos momentos parecia que ela não possuía freios ou limites. Na cabeça dela, nada do que ela fizesse de bom a faria ter o que ela mais queria de volta. George como o pai carinhoso que é, nunca desistiu da filha e não importa quantas noites ele passasse em claro procurando a filha pelas ruas sujas de Chicago, ele a amava. E sempre a amaria.

Esse homem bem sucedido e essa mulher especial se conheceram em uma das viagens de negócios de George a Londres. Ela estava participando de uma exposição artística de uma amiga e de repente leva um banho de vinho tinto em seu vestido creme. Olhou para a terrível mancha e já olhou para o sujeito que derramou o xingando, até que encontrou aquele par de olhos. Perdeu a fala. Foi aí que tudo começou.

George começou a frequentar a Inglaterra como nunca. E um belo dia decidiram que não dava mais para ficar daquele jeito. Tinham que se ver todos os dias. Decidiram morar juntos.

Essa história começou com essa decisão e o último capítulo da temporada termina com a consagração dessa decisão. O grande dia chegou...


                            ~ O Casamento Jones/ Cox~



Tudo estava tão perfeito, a Igreja repleta de begônias. Toda a família estava ali. George já estava esperando fora da Igreja com aspecto nervoso. Anne era a noiva portanto tinha o direito a sua meia- hora de atraso.

'' Mãe, a Senhora está linda'' – disse Gemma encantada com a felicidade da mãe

Anne: Filha, acho que esse é o dia mais feliz da minha vida. - sorriu e logo lágrimas começavam a se formar em seus olhos

Gemma: Não é pra chorar, vai borrar a maquiagem. - mãe e filha se abraçavam

'' Tem espaço para mim aí nesse abraço? '' - perguntou uma voz modesta ao entrar naquele quarto

Anne: Claro, sempre – abriu os braços e apertou Seunome.

Gemma: Hoje nós viramos oficialmente irmãs. - disse feliz, as duas começaram uma linda amizade nessas últimas semanas.

Anne: Ohh minhas duas filhas lindas. - passou a mão nos cabelos das duas- Vamos logo que não quero deixar seu pai lá no altar tendo um infarto – disse à Seunome

'' Vamos logo, quase 40 minutos de atraso'' – Harry colocou a cabeça para dentro o quarto e viu aquelas 3 mulheres lindas à sua frente, as mulheres que ele mais amava no mundo

Harry: Já estão chorando? O casamento nem começou ainda – ele riu

Gemma: A emoção já começou de agora. - sorriu e consertou sua maquiagem com um lencinho

Harry: Mãe, eu já disse isso, mas vou dizer de novo: Você é a mãe mais linda do mundo. - Anne beijou o filho e saiu com Gemma para fora do quarto

Seunome passava o batom em frente do espelho, e se assustou ao ouvir o barulho da porta sendo trancada. Olhou para trás e Harry guardava as chaves no bolso.

Você: O que pensa que está fazendo idiota? - perguntou brava

Harry: Seunome... por favor. Vamos ficar bem, eu te amo. - foi se aproximando dela

Você: Sai de perto, Harry. - disse fraca mas sem impedir que ele colasse seus corpos a pressionando junto à penteadeira

Harry: Só um beijinho, vai? Eu preciso disso – sussurrou perto da orelha da garota

Você: Sabe o que você merece? Um tapa na cara. - imediatamente ela fez isso

Harry: Ai! - reclamou com a mão no rosto, mas logo deu um sorrisinho safado – Pensei que você havia me dito que essa história não era 50 tons de cinza... - falou malicioso – Adoro esse lance de tapas e beijos, o tapa já aconteceu, agora só falta o …

Você: Aquilo só aconteceu porque eu estava carente. Não vai se repetir. Entende isso. Vai procurar sua namorada. - o empurrou

Harry: Aquilo aconteceu porque você ainda me ama. - a segurou pela cintura


                                 ~Flash Back On~

Tudo naquela casa estava uma loucura, o casamento seria daqui a algumas semanas. Anne e George haviam saído para fazer a prova de bolos. Seunome estava em casa jogada no sofá assistindo alguma série na televisão e trocando mensagens com Phillip que até então era apenas seu amigo.

'' Não tem mais sorvete? '' - a voz rouca tirou Seunome de seu eixo, ela tirou seus olhos da televisão e olhou em direção a cozinha.

Harry Styles estava parado com um pote de sorvete nas mãos, de sunga, com os cabelos úmidos e o corpo molhado.


Você: Você é cego! Tá aí no congelador, a Anne comprou mais ontem a tarde. - disse fingindo indiferença à aquele corpo incrível

Harry: Para de mentir, não tem sorvete nenhum nessa geladeira. - a garota se levantou furiosa do sofá

Você: Tudo sou eu nessa casa – respirou pesadamente e abriu a geladeira – Aqui os potes de sorvete, como alguém pode ser tão cego a ponto de não enxerg... - de repente sentiu as mãos de Harry envolvendo sua cintura e colando seus corpos


Harry: Estou com saudades... - sussurrou sobre a nuca dela e como seus cabelos estavam presos ela se arrepiou rapidamente



Você: Eu não acredito que você está fazendo isso comigo... você me deixou. - o acusou tentando ser forte, apesar de quase pirar com a respiração dele invadindo seu pescoço

Harry: Eu sei, e você tem todos os motivos para me odiar, mas eu ainda te amo e sei que você me ama também e quer a mesma coisa que eu quero. - ela olhou com fúria

Você: Eu não te amo mais está ouvindo? - gritou – Mas …

Harry: Mas... - a olhou confuso

Rapidamente ela o empurrou sobre a bancada, colando seus corpos e puxando forte seus cachinhos. Começou a beijar e lamber o pescoço dele. Harry segurou ela pelas coxas e virou a posição colocando ela sobre a bancada. 



Se encaixou entre suas pernas e a puxou para um beijo lento que imediatamente ela fez com que se tornasse selvagem e violento.

Você: Vamos subir... - disse ofegante

Styles a prendeu em sua cintura e começou a andar com ela pela casa, subindo as escadas, até enfim chegar ao quarto da garota. A jogou na cama e voltou para trancar a porta. Seunome tirou a calça que vestia e a blusa rapidamente. Como se tivesse pressa para que aquilo acabasse logo.

Você: Vem Styles... - mordeu o lábio inferior – Quero você agora – disse de maneira sedutora

Harry: Eu te amo tanto... - disse beijando cada parte do corpo seminu da garota, ela puxou seus cabelos com força

Você: Isso aqui não é sobre amor, é sobre sexo. Não para de fazer seu trabalho. - disse e pressionou a cabeça dele sobre seus peitos



Ele tirou as últimas peças do corpo da garota e foi beijando ela por completo enquanto ela dava gemidos baixinhos. Quando a língua de Harry a tocou em sua parte mais frágil, ela pedia por mais e sua respiração se intensificou.

Você: Vamos lá... agora você entra em cena literalmente. - pegou uma camisinha em sua cômoda, o que surpreendeu Harry, ela colocou na boca.

Harry: Não... você não pode estar falando sério... - gritou de excitação quando a garota vestiu a camisinha com a boca.



Ela ajeitou o final com a mão mesmo e subiu em cima dele, se posicionou e começou a cavalgar bem devagar. Indo para cima e para baixo. Harry mordia o lábio com força e segurava na cintura dela. A garota começou a acelerar o ritmo e ele a ajudava pressionando seu corpo para cima.


Harry a puxou para baixo e se virou sobre ela. Beijou seu pescoço e se encaixou, começou um movimento enlouquecedor sobre o corpo da garota, ele requebrava sobre ela em um ritmo incrível, e de vez em quando dava umas estocadas rápidas. 


Ele avisou que iria chegar ao ápice e a garota começou a ordenar para ele não parar, ele resistiu por mais alguns segundos e quando viu que ela chegara ao céu, deu-lhe a última entrada e caiu de lado completamente exausto.

Styles foi puxa-la para perto dele como sempre faziam depois daqueles momentos, mas ela o empurrou. Vestiu seu moletom e se levantou.

Você: Já está na sua hora, Styles. - disse mandona

Harry: Como assim? - perguntou confuso

Você: Acabou, pega suas coisas e sai do meu quarto. - recolheu a sunga do garoto e jogou em cima dele

Harry a olhou chateado , vestiu sua sunga e saiu do quarto. Seunome se jogou em sua cama e respirou fundo, se deu conta de que mais uma vez se entregou à Harry, mas dessa vez fez parecer que ele foi usado e não ela.


~Flash Back OFF~


Você: Ahh sim, eu ainda te amo... - falou baixinho no ouvido dele

Seunome empurrou Harry sobre a penteadeira e começou a beijar seu pescoço bem devagar. '' Você está lindo nesse smoking'' – sussurrava em seu ouvido- '' Não vejo a hora de tirar ele por completo'' – Harry gemia devagar e ela começou a passar a mão pelo corpo dele que pressionava os olhos com excitação.

Você: Só que não. - gritou e empurrou Styles, deu uma risada alta ao colocar a chave na fechadura e a abrir – Bye bye, estupid Boy.

Harry ficou parado tentando recuperar o fôlego. Seunome se dirigiu até um dos carros que saía em direção à Igreja. Revirou os olhos ao ver que Styles iria no mesmo carro que ela.

Harry: Espertinha você... - a olhou com malícia

Você: Cala a boca Styles. - o carro seguiu e logo chegou na porta da igreja que era a poucas quadras do salão de beleza.

O carro da noiva já estava estacionado na frente. Deram o sinal e todos os padrinhos começaram a entrar de par em par. Gemma entrou com seu irmão que estava sorrindo muito apesar de nervoso com aquele momento. E George encontrou sua filha.

George: Antes de entrar quero dizer que estou muito feliz que você está se tornando uma mulher. - ele sorriu

Você: Pai, desculpa por eu ser um problema ás vezes ou sempre. Mas só quero te ver feliz. - ele se emocionou e a abraçou- Hey não chora. Vamos, seja forte.

Seunome entrelaçou seu braço no de seu pai e o puxou para dentro. Ela dava tchauzinhos para seus amigos e George sorriu para sua mãe que estava muito elegante nas primeiras cadeiras da igreja. Logo estavam no altar, a garota recebeu um abraço e um beijo na testa de seu pai, se posicionou do lado de Gemma e Harry.

~tan tan tan tan ... tan tan tan tan... tan tan tan tan tan tan tan tan tan tan tan tan tan tan tan tan tarantan tan tan tan taran tan tan tan tan tan tan tan tan tan taran tan taran tan tan tan tan taran tan taran tan...~ - Logo a música começou a soar ( Isso aí sou eu cantando a marcha nupcial como louca aqui em frente ao computador)

Agora Anne já está quase chegando aos braços de seu amar. Ela está aparentemente muito emocionada e apesar disso não tirou o sorriso do rosto. George se aproximou e foi cumprimentado pelo pai de Anne. E enfim pode ter um contato maior com ela depois de dias.

'' Você está maravilhosa... '' - disse encantado com a beleza de sua mulher

Anne entregou o buquê a Seunome e a cerimônia seguiu muito linda. Seunome estava se segurando para não chorar, finalmente seu pai encontrara alguém especial. Se lembrou de uma das páginas do diário de sua mãe em que ela se perguntava se um dia encontraria alguém que a amasse, que se casasse com ela e que passasse a vida inteira ao seu lado. Ela encontrou esse alguém, George, que a amou intensamente até seus últimos dias de vida, mas sem dúvidas merecia uma segunda chance para o amor.

'' Eu George, recebo-te por minha esposa Anne, e prometo ser-te fiel, amar-te e respeitar-te,na alegria e na tristeza,na saúde e na doença, todos os dias da nossa vida. - disse emocionado, colocando a aliança em Anne que derramava lágrimas

Seunome olhou para Harry que chorava com aquela cena. Ela o cutucou e ele limpou seu rosto.

Harry: Um dia seremos nós dois ali. - sussurrou em seu ouvido
A garota não debochou dele, apenas se virou e continuou olhando aquela demostração linda de amor.

'' Eu Anne, recebo-te por meu esposo George, e prometo ser-te fiel, amar-te e respeitar-te,na alegria e na tristeza,na saúde e na doença,todos os dias da nossa vida. ''' - Anne depositou a Aliança em George

´´E com o poder a mim concebido, eu os declaro Marido e Mulher. Pode beijar a noiva´´ - disse o padre e os dois se beijaram delicadamente.


A igreja inteira aplaudiu...

Os familiares começaram a cumprimentar o casal na porta da Igreja. Harry abraçou George por longos minutos.

Harry: Não existe outro cara melhor para minha mãe do que você. Cuida bem dela. - disse emocionado

George: Cuidarei e cuidarei sempre de você também. - bagunçou os cachinhos do garoto em uma brincadeira que eles tinham

O casal começou a ser atingido com punhados de arroz.

George: Agora vamos para a festa pessoal!! - gritou feliz para os convidados

~Alguns minutos depois~

A pista de dança bombava, a festa era para ninguém botar defeito, muitas bebidas, muita comida, um super dj. Dos mais velhos aos mais jovens, todos estavam felizes. Dançando, comendo, com sorrisos nos rostos. Corrigindo, nem todos estavam felizes.

Harry: Não, você não tinha o direito de beijar ele na minha frente... - gritava com Seunome

A garota havia o levado para um lugar mais reservado prevendo a confusão que ele poderia arrumar no meio do casamento de seus pais.

Você: Eu fico com quem eu quiser. Cadê a sua namorada? Vai se preocupar com ela. - falou brava- Eu estou com o Phillip agora. - declarou decisiva e foi saindo daquela sala mas Harry a segurou

Harry: Eu estou sofrendo a semanas por sua causa. - disse com tristeza




Você: Sofrendo? A única que sofreu aqui foi eu... você acha que o que fez foi normal. Você mentiu pra mim, disse que me amava. E depois começou a namorar com aquela piriguete. Como você acha que eu me senti? - o empurrou

Harry: Fiz tudo isso por você, por nós. - Seunome não aguentou e começou a dar tapas nele

Você: Seu cara de pau... como tem coragem de mentir na minha cara... - ela estava em lágrimas e de repente Harry começou a se senti mal

Harry: Ela descobriu tudo.! - declarou e a garota o olhou confusa- A Karolinne sabe de tudo, sabe que da gente...

A garota o soltou e levou as mãos à cabeça. Não conseguia acreditar em como essa notícia chegou até Karolinne.

Harry: Ela tem fotos, ela me ameaçou. - ele se sentou ao seu lado – Não podia te contar, fazia parte do plano dela, eu sinto muito por ter feito você sofrer... - disse triste

Você: Ohh não. Isso é terrível. - dizia chocada

Harry: Me perdoa? - ele a olhou mas ela se levantou rapidamente

Você: Eu vou acabar com a raça dessa garota. - saiu correndo pela festa à procura de Karolinne

A garota ficou chocada com a notícia e começou a procurar a patricinha por toda a parte. Na pista de dança Niall cutuca Maya e mostra a sua amiga nervosa, Liam e Maria param de se beijar e olham aquilo tudo. Harry está atrás de Seunome quando percebe que finalmente ela encontra Karolinne perto ao palco e grita.

'' Seunome, espera!!!'' - Harry disse nervoso e Karolinne olha para sua rival andando furiosa em sua direção.

Sem perder tempo, ela sobe ao palco e pega o microfone. Rapidamente Seunome para na pista paralisada, Harry chega ao seu lado e acaricia seu ombro como se para acalma-la.

'' Boa noite, senhoras e senhores... Queria desejar felicidade aos noivos'' – Anne e George olhavam aquela cena sem entender quem era aquela pessoa direito

Karolinne: Pode desligar o som por favor? - gritou com o Dj e ele pensando que ela era algum familiar- Eu tenho uma declaração a fazer... Anne e George, vocês vão adorar ouvir isso... - disse irônica

                              ~ FIM DA 1ª TEMPORADA~ 

:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::: 

Eu sou in love por essa fanfic, estou muito feliz pelas mais de 400 páginas dessa história até agora.

Obrigada pelo apoio de sempre.

Eu tenho muitas ideias para todos os casais e principalmente para o casal principal. Eu preciso desse tempo para mim. Mas sentirei saudades e continuarei acompanhando o que se passa aqui no blog com as outras fics.

Se vocês desejarem mais fanfics, votem na enquete. Talvez mais 2 fics comecem a ser postadas em breve.

Um grande beijo, continuarei no Grupo das Directioners ( Com o link aí na barrinha Lateral) e também no @Drirectioner. Além de vez em quando passar aqui.

Eu agradeço por ter leitoras tão lindas e maravilhosas assim como vocês todos os dias

Amo vocês demais e todo esse carinho que recebo me faz muito feliz.

Continuem lendo as fanfics das meninas e divulguem minhas fics por favor *o*

Até a próxima temporada!!!

Malikisses meus cupcakes 

@Drirectioner

29 de março de 2013

Last First Kiss com Liam - Capítulo 5


                                                             ~VOCÊ ON~



Até que ouço três batidinhas na porta e logo depois ele entra no quarto. Ele havia vestido a camisa novamente.

Liam: O que você está fazendo? - segurou minha mão me impedindo de colocar mais uma peça dentro da bolsa.

Eu: Eu preciso sair daqui Liam, eu não consigo. Me desculpa por aquilo. - eu fiquei tão nervosa que já senti meus olhos ardendo e liberando lágrimas.

Liam: Você não vai embora! - afirmou- Não mesmo.

Eu: Preciso ir Liam, eu só peço para você esquecer daquilo, foi uma coisa tão... - eu abaixei a cabeça

Liam: Não posso esquecer. - ele se sentou na cama – Mas que droga... desde o dia em que eu te conheci, eu gostei de você, gostei de verdade – ele abaixou a cabeça, e minhas pernas tremiam. - E agora você está aqui, mais linda do que nunca, e eu só queria...

Eu estava sem palavras. Não conseguia respirar direito, Liam parecia inquieto e confuso. Meu coração batia e eu sentia que não iria aguentar viver sem ele, mas o que seria de nós? Talvez o fato de ficarmos tanto tempo do lado do outro e nunca ter rolado nada seja um sinal, mas... ahh minha cabeça está girando.

Eu: Me desculpa, eu não queria te trazer problemas... - eu coloquei a última peça do guarda roupa na mala e comecei a fechar o zíper. Até que Liam olha pra mim com intensidade e rapidamente está colado em mim, segurando minha mão me impedindo de fechar a mala por completo.

Liam: Qual a parte do '' você não vai '' ainda não conseguiu entender? - ele pressionou os olhos e se aproximou seu corpo do meu.


Eu: Não posso mais ficar aqui depois do que aconteceu, vai ficar um clima estranho. Você tá aí tão feliz com a sua nova vida, seus novos amigos, sua namorada perfeita, eu não sou ninguém. - me virei e ele me puxou com agressividade. Ele se aproximou do meu rosto e sussurrou perto de minha orelha...

Liam: Nunca mais repita isso, você é tudo, tudo que eu preciso. - ele fechou os olhos e me deu um selinho



Meu corpo estremeceu, fui acompanhando seus lábios bem devagar, fui me deliciando com seus lábios doces. Até que ele segura na minha nuca e enfim encaixamos nossas bocas e nos entregamos aquele beijo delicioso e incontrolável.

Perdi meus sentidos com aquele beijo insano, me agarrei em sua cintura, o abraçando com minhas pernas. Ele me segurou forte e me jogou em cima de uma cômoda do quarto, derrubando livros, canetas e outros objetos que tinham lá.

Eu comecei a puxar a camisa dele, estava envolvida e com tanta paixão. Parecia que estávamos esperando a vida toda por aquele momento. Em que enfim, nos entregaríamos um ao outro. Liam me olhava com desejo nos olhos. Se afastou um pouco e tirou a camisa. O puxei para perto o encaixando no meio das minhas pernas.


Arranhei suas costas com força e ele segurou em meu cabelo e expôs meu pescoço, começou a distribuir beijos e mordidinhas. Eu tirei minha blusa e imediatamente o puxei colando nossos corpos seminus, enroscando minha língua na dele. Ouvi um gemido de Liam quando cravei minhas unhas em sua cintura.

Ele me puxou e eu me encaixei nele. Como já estávamos no quarto, ele me segurou rapidamente e me jogou na cama. Se deitando por cima de mim. Passei minhas mãos por suas costas e ele me beijava fazendo movimentos que me enlouqueciam. Tirei meu sutiã delicadamente e ele olhou atento, como se esperasse aquilo por muito tempo assim como eu. Os beijou com carinho. A partir daquele instante, acho que o ritmo começou a ser envolvente, sensual e delicado.

Não consegui me segurar quando sinto Liam fazer uma trilha de beijos até minha barriga, chegando até meu short e o desabotoando devagar. Ele me ajudou a tirar e apenas de calcinha, me atirei no colo dele, comecei a beijar seu pescoço e a me movimentar lenta e dolorosamente sobre seu colo.

Não tínhamos trocado palavra nenhuma até aquele momento. Apenas nos comunicávamos corporalmente e vez ou outra com sussurros e gemidos.

Liam: Eu quero você, ohh não sei como aguentei tanto tempo. - foi o que ele disse ofegante por conta daquele ritmo maravilhoso . 

Rapidamente começou a tirar seu cinto e sua calça. Eu olhava mordendo os lábios. Quando Liam parou na minha frente apenas de box, eu me surpreendi. Uau, parecia muito maior do que da última vez que vi por acidente, naquele acampamento em que aquele valentões abaixaram as calças dele na frente de todos. Deve ser porque agora ele estava bem motivado.

Ele ficou de joelhos na cama e eu o beijei delicadamente, passando minha mão pelas laterais da box. Em poucos segundos aquele peça já estava em algum lugar no chão do quarto. Liam estava posicionado em cima de mim, ele me deu um selinho e se encaixou dando a primeira estocada, que me fez revirar os olhos. Agora sim, parecia grande.

Olhava para aquele homem na minha frente, tão lindo, tão viril, tão sexy, aquele ombros largos, esse tórax delicioso ( Genteee, não tá dando aqui pra mim, sério haha vou morrer, eu sou muito louca por esse garoto) , nem parecia aquele garotinho que eu conheci, mas uma coisa conseguia me mostrar que ele ainda estava ali, seus olhos, esses olhos doces.

O jeito que Liam se movia para dentro de mim era tão sensual. Ele ia e voltava requebrando sobre meu corpo. Eu gemia a cada estocada e ele fazia o mesmo. Eu me agarrei a ele com minhas pernas e o trouxe para mim, juntos começamos a aumentar aquele ritmo, eu pressionava os olhos a cada contato. Segurei em sua cintura cravando as unhas em seu cóccix, o auxiliando nos movimentos. Ele gemia para mim a cada momento, aquilo estava me deixando sem movimentos... de repente aquele momento chegou, sinto meu corpo inteiro adormecer, minhas pernas ficaram bambas e congeladas. Gritei o nome de Liam com pesar e em poucos segundos sinto ele se derramando em mim.

Ele caiu sobre mim e eu o abracei forte como se nunca quisesse que ele saísse dali. Uma lágrima desce de meus olhos. Ele se deitou ao meu lado e me puxou para perto dele. Ficamos em posição de conchinha, ele tirou mechas de meu cabelo do pescoço e depositou um beijinho ali. Aós esse gesto, só me lembro de sentir seu corpo quente se encaixar mais ainda ao meu corpo e de fechar os olhos.

Abro meus olhos e encaro o quarto escuro com o peso das cortinas negras. Ele já não está ao meu lado. Sorrio ao lembrar da noite passada e ao mesmo tempo tremo com o que está por vir.

O que eu ia falar quando nos víssemos? A noite passada foi uma loucura, nós estávamos insanos, nem usamos proteção. Foi a melhor loucura que já fiz na vida. Mas e agora? Tudo poderá ir por água a baixo. O que eu espero? Que ele termine com a namoradinha famosa e perfeita para ficar comigo?

'' Hey, coragem, vamos lá, uma hora você tem que falar com ele'' – disse a mim mesma. Saí do edredom e para a minha surpresa, eu não estava nua. Claro que ele faria isso. Eu estava com uma de suas camisas, com mangas até metade do braço e que iam até metade das minhas coxas. Peguei uma calcinha limpa na mala e a coloquei.

Saí do quarto e ouvi o barulho da televisão. Fui até o banheiro e nossa, eu realmente parecia que havia saído de uma luta, meus cabelos pareciam ter vida própria, em compensação minha pele parecia ótima.

Depois de ir ao banheiro, com passos lentos e quando cheguei, ele estava deitado no sofá com sua calça de moletom cinza e uma camisa branca, estava com os cabelos úmidos, provavelmente tomara banho a pouco tempo. Ele tomava algo em uma xícara.

'' Bom dia'' – disse baixinho, ele me olhou e se levantou

Liam: Bom dia, eu te acordei? A televisão estava muito alta? - ele abaixou o volume

Eu: Não, mas já são quase meio dia acho que já estava na hora de acordar. - sorri sem graça

Liam: Ahh é que você parecia tão serena dormindo, achei que dormiria té mais tarde. - eu sorri, então ele estava me olhando dormir... - Eu fiz chocolate quente, beba um pouco. - ele se levantou e foi até a cozinha, eu o acompanhei

Eu: Obrigada. - disse quando ele me serviu, eu sentei na bancada para beber.

Liam: Seunome... eu nem sei como falar sobre... - o olhei apreensiva – Sobre o que aconteceu ontem

Eu: Liam... não tem problema, você tem namorada, eu sei, não sai daqui, nunca vou contar pra ninguém, sei que deve estar arrependido e – ele me interrompeu

Liam: Não. Eu não me arrependo. Isso que está me tirando do sério. - ele se aproximou – Sei que foi errado, mas não me arrependo, foi a melhor coisa que já me aconteceu

Eu: O que? - eu estava em choque, minha voz quase não saiu

Liam: Sei que deve ser estranho pra você, mas eu sempre te amei mas só tive certeza disso ontem. Eu quero tentar isso, mas tenho medo.

Eu: Tentar isso? - o perguntei confusa

Liam: Talvez todos meus amigos estivesses certos sobre você ser a pessoa ideal para mim. Eu quero ficar com você. - ele segurou minha mão

Eu: Eu te amo muito, MAS...


CONTINUA...

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
Oi Oi Gente, esse é um capítulo de emergência, como muita gente tava pedindo essa fic , achei sacanagem não fazer esse capítulo. Não iria escrever, mas sei lá, pelo menos um hot aí para agradecer a quem gosta da fic. Não sei se vou continuar com ela, na verdade eu pretendia, ainda tenho alguns conflitos para colocar, com a Danielle e tal. 

Porém não sei. Vou tirar essas '' férias'' por causa desse comecinho de facul e por causa do meu projeto na Fiocruz. Me apresentarei para uma plateia enorme no começo de maio e tenho que entregar meu projeto de pesquisa até dia 19 de abril, minha vida vai ficar uma loucura. Então, tirarei esse tempinho.

No último capítulo DA 1ª TEMPORADA de LT eu falo mais sobre esse meu intervalo, okay?

Malikisses *-*

POSTO O ÚLTIMO DE LT SE MAIS DE 50 COELHINHAS COMENTAREM AQUI

Amo vocês, minhas sonhadoras :3

@Drirectioner