31 de julho de 2013

Moments - 2º Capítulo: Childhood


 É até um pouco engraçado, mas, em um tempo realmente muito curto, Andy e eu nos tornamos melhores amigos. Gostávamos das mesmas coisas, do mesmo programa de televisão até o chocolate preferido. Viramos aquele clichê “unha e carne” e “melhores amigos inseparáveis”. É, isso nos descrevia, embora eu prefira Whoody e Andy, no qual eu desejava com todas as forças que meu nome fosse Whoody...



- Mas Julie – Andy parecia irritado. Muito irritado. Bem, eu não tiraria sua razão. – Mamãe deixou Liam ir em casa brincar comigo – ela bufou, pisando forte no chão. Deixa eu explicar: fazia o quê, uns três meses que Andy e eu nos conhecíamos, mas Julie ainda olhava com aquela expressão de raiva e desconfiança para mim. Então, adivinha? Quando Andy me chamou para brincar com ele em sua casa, a garota simplesmente surtou! Começou a bater o pé, dizendo que eu não iria e fim.


- Eu não gosto dele – ela finalmente gritou, a plenos pulmões, o que me assustou bastante, eu diria, e saiu correndo, me fazendo uma careta horrenda enquanto mostrava a língua antes de disparar pela pracinha próxima a escola.
- Desculpa – disse Andy, constrangido pela cena da irmã caçula. Dei-lhe um sorriso triste de tudo bem e então fiquei observando-o sumir correndo atrás de Julie. Depois só segui de cabeça baixa para minha casa, que ficava uns quatro quarteirões dali.



Mais alguns meses se passaram. Andy e eu nos encontrávamos no portão do colégio e então entrávamos, rindo e conversando. Mas então o maior tormento da minha vida começou.

- Vem cá, gordinho – eles diziam coisas desse tipo e riam. Garotos tremendamente enormes, tanto de altura quanto dos músculos. Sem contar que eram dois ou três anos mais velhos. Alguns eram até um pouco mais velhos. Pobres garotos que preferiam uma academia ou coisas do tipo a estudar, o que resultava em reprovamentos seguidos. Mesmo assim, eram mais velhos. Eram populares e gostavam de atormentar garotos “pequenos” e indefesos como eu. Eles riam de mim. Riam de mim por eu ser consideravelmente baixo. E também por ser um tanto gordinho. Não obeso. Nunca fui obeso. Eu só não estava nos “padrões” deles. – Deixa a gente jogar bola com você – diziam frases ofensivas e nada criativas, já que eles sempre falavam as mesmas coisas. As frases eram seguidas por toques de mão estranhos e, na minha opinião, desnecessários. Mas, o que posso dizer? Eram todos um bando de idiotas, como Andy sempre dizia. Ele sempre estivera ao meu lado.


- Não liga para eles – Andy falava, sempre olhando feio para os valentões e me “empurrando” para longe dali. Sempre me perguntei se ele também não sofria bulliyng, ou se tinha medo de acontecer com ele. Mas Andy simplesmente não ligava. – São todos grandes idiotas – dito isso, entramos na sala, dando as costas para aqueles brutamontes sem cérebro, como eu os chamava.


Passos leves e delicados na escada, como de alguém subindo, me fizeram despertar das lembranças que passaram a se amontoar em minha mente desde a entrevista. A cada momento eu via flashes de minha infância ao lado de Andy e Julie. Bem, como se eu pudesse, de alguma forma, esquecer de tudo aquilo.
Assim que Danielle parou na porta do quarto e me olhou docemente enquanto eu estava sentado na cama foi que notei que ela falava comigo. Estava tão preso em minhas lembranças que não tinha a escutado falar antes.


- Já está pronto? – perguntou ela, sorrindo docemente. Me virei lentamente para ela, sorrindo de volta. Me levantei e caminhei a passos lentos até um grande espelho no meio do quarto, ao lado de nosso gigante guarda-roupas e comecei a ajeitar a gola da camisa. Danielle andou até mim, me ajudando enquanto sorria. A olhei e selei nossos lábios, consentindo. – Os meninos já estão no restaurante. Vamos? – lhe dei outro sorriso, pegando-a pela mão e entrelaçando nossos dedos, levando-a até a garagem e abrindo-lhe a porta do carro. Ela riu com o feito e entrou, me fazendo sentir como um verdadeiro cavalheiro.


Estávamos todos conversando animadamente, rindo e nos repreendendo pelas altas risadas que dávamos. Com toda a certeza estávamos nos divertindo ao extremo. Até porque era extremamente raro reunir os cinco garotos com suas respectivas namoradas – e os que não tinham namorada, bem, levavam a si mesmos e seu ótimo humor, o que já era uma companhia incrível.


Meio conversas e risadas, Louis me olhou furtivamente, com grande atenção e discrição. Em seguida olhou rapidamente para a porta de canto de olho antes de cravar seus olhos novamente nos meus. Ele sorriu e cochichou algo com Eleanor. Ela apenas sorriu e ele lhe deu um selinho antes de se levantar. Mas, antes que pudesse de fato sair de vista, me deu uma última olhada urgente. Eu já sabia o que tudo aquilo significava. Sabia bem até demais.

- Vou ao banheiro, amor – sussurrei para Danielle alguns segundos após Louis sair, que sorriu de volta. Lhe dei um beijo na testa e me levantei, pedindo licença. – Volto logo! – anunciei, sorrindo, vendo todos assentirem.


Sendo assim, saí, indo ao encontro de Louis, que já estava do lado de fora do restaurante, de costas para mim. Caminhei a passos lentos até ele, lhe tocando o braço ao chegar ao seu lado, fazendo-o se virar para mim com um rosto um pouco tenso, como se estivesse pensando longe.

- Tudo bem? – perguntei, calmo, analisando sua expressão, que agora parecia mais calma, mais relaxada.


- Estou ótimo! – respondeu ele, sorrindo como uma criança. Só pude deduzir que Eleanor e ele estava bem. Fiquei me perguntando, então, qual o motivo de me chamar para aqui, senão conversar sobre ele? – Quem não me parece nem um pouco bem é você – ah, entendi. – E então? O que houve? – sua expressão voltou a ser novamente a de antes, de tensão. Seus olhos transbordavam uma preocupação inimaginável, que me fez pensar no quanto meus amigos se importavam comigo. – Conversei com os meninos e chegamos à conclusão de que você está assim por conta das notícias que estão aparecendo nos jornais – abaixei a cabeça. – Acertamos, não foi? É por isso que você está assim, não é? – soltei um longo suspiro antes de voltar a encará-lo. E então consenti.
- As especulações sobre isso só fazem com que as lembranças voltem, mas não de um jeito bom. Voltam todas, de uma vez, como se para me atormentar – desabafei, cansado de guardar aquilo só para mim. Eu gostava de conversar com Louis, assim como com todos os outros meninos. Eles sempre me entendiam, como agora. Sempre me apoiavam, assim como estavam ao meu lado nesse momento.


- Isso não é ruim – argumentou ele, os olhos cheios de paciência e compreensão. O olhei confuso, pois realmente não estava entendendo. – Com toda a certeza pode você pode lembrar de Julie. Só não pode esquecer de que não é mais ela que está com você – explicou ele, fazendo com que eu fizesse uma careta involuntariamente.
- Disso eu sei, Louis – disse-lhe sério, franzindo as sobrancelhas. E então olhei ao redor e soltei outro longo suspiro antes de voltar a olhá-lo. – Só tenho medo disso tudo afetar a Dani...
- Ela é forte – lembrou-me ele – E ela vai entender, assim como entendeu e está entendendo agora. Você só precisa ficar ao lado dela, pra tudo, ok?


O olhei, apreciando seu olhar de compreensão e cumplicidade. Um sorriso triste abriu em seus lábios enquanto ele se aproximava ainda mais de mim. Como um verdadeiro amigo, deu alguns tapinhas de leve em minhas costas e sussurrou um sincero “fique bem” seguido por “estarei ao seu lado para o que for preciso”. E então caminhou até a entrada do restaurante. Através das vidraças ao longe pude vê-lo juntar-se novamente a mesa e a conversa. Pode ter sido apenas impressão, mas eu podia jurar que vi Danielle me olhando de longe e fazendo uma cara ainda mais triste que a de Louis antes de voltar a conversar animadamente com Niall e Perrie.
Fiquei admirando um pouco as estrelas e me perguntando o porque de tudo isso. Por que tudo aquilo aconteceu, daquela forma? Por que perdi Julie? E por que tudo isso estava voltando à tona, sendo que poderia simplesmente ter ficado escondido, soterrado, sete palmos abaixo da terra? Tudo o que me faltava agora era perder Danielle também! Não, Danielle não! Eu não podia perdê-la também. Eu morreria se isso acontecesse. Soltei um último suspiro e então caminhei até o restaurante, dando o mais sincero sorriso para minha morena, minha namorada, minha Danielle.




Acordei especialmente cedo naquela manhã. Tinha dormido bem, sim, mas, não sei porquê, acordei cedo. Estava passando pela porta do quarto e seguindo pelo corredor quando ouvi uma voz doce me chamar. Era Danielle. Voltei para o quarto, vendo-a sentada na cama, sonolenta, e me sentando ao seu lado.

- Bom dia, meu amor – disse ela, sorrindo.


- Bom dia, minha princesa – respondi, também sorrindo, e lhe dando um selinho demorado em seguida. – Vou fazer o café, ok? Quer ago de especial? – perguntei, vendo-a negar sonolentamente e voltando a se deitar. Levantei-me e desci.


Enquanto fazia o café animadamente, mais algumas lembranças atropelaram minha mente. E estava sendo assim: as memórias vinham de repente, sem pedir permissão, e me tomavam somente para si, não se importando se eu iria gostar.
Dessa vez, lembrei-me de minha primeira volta ao parque com Andy. Ah, sim. Com certeza eramos crianças muito felizes.


- Qual é, cara? – ele ria, já subindo em sua bicicleta. – Vamos lá! Vamos apostar uma corrida. Só até o começo do bosque. Prometo que te deixo ganhar na próxima – brincou ele, me fazendo gargalhar.


Era extremamente bom estar com Andy. Hesitei um pouco, fingindo estar pensando, e então ri novamente, consentindo.

- Ok, e... Já! – gritou ele. Pena que sequer saímos do lugar.
- Mamãe tá te chamando – resmungou Julie, aparecendo em nossa frente, do nada, com a cara fechada para mim, como sempre. “Qual o problema dessa garota?”, eu me perguntava. “O que eu lhe tinha feito?”
- Vamos lá, Liam? – propôs Andy, animado. Olhei para a garota loira emburrada à minha frente, que fazia uma careta pior do que posso imaginar. Pensei em dizer não, mas então ele continuou. – Quero que você, enfim, conheça minha mãe. Você vai adorá-la! – pensei por um momento, mas então aceitei. O que teria de mal? Consenti, sorrindo, e vendo Julie sair correndo em disparada à sua casa, com certeza irritada pela minha escolha de contrariá-la.


- Por que sua irmã não gosta de mim? – perguntei inocentemente enquanto pedalávamos calmamente até sua casa, observando Julie ao longe, ainda correndo. Andy apenas deu de ombros.
- Sei lá – respondeu ele sinceramente. – Essa garota é meio doida – ele fez uma careta que não pude evitar de rir. Ele começou a rir junto. – Mas é minha irmã. Vou fazer o quê? – e então rimos novamente, como dois garotos bobos que tinham uma amizade extremamente sincera.



Heeeey girls :3
Muito obrigada pelos mais de 30 comentários no primeiro capítulo, isso me deixou muuuuito feliz! Bom, era para eu ter postado mais cedo, mas tive visitas .-. Maaaaaas estou aqui, certo? *-*
Sei que exagerei um pouquinho - ou talvez muito - nos gifs, mas é que, ai, gente. É o Liam, poxa. Não tem como não se apaixonar por todos os gifs, fotos, sorrisos, olhares, caretas, aaaaaaaaaaawn :3
Voltando ao capítulo, porque me empolguei aqui haha.
Quantos comentários eu mereço? Uns 30, pelo menos? Ou mais? Vocês é que decidem! Ah, e, por favor, não esqueçam de dizer se estão gostando da fic, o que estão achando sobre esse segredo meio doido que deixa até a autora nervosa! hahaha
Antes de dizer tchau, tiveram meninas que pediram meu face. Eu não tenho costume de adc ninguém no face, e é mais fácil me encontrar no twitter, então me sigam lá @IrresistibleWis. É só pedir que sigo de volta :3
Bom, beijinhos ;*


HTBAH - Cap.29: I made my choice.



 http://data.whicdn.com/images/47655257/tumblr_mfsehwTZey1rsq54no1_500_large.jpg

Your's P.O.V:

Sábado: 

Graças  ao café,a água e o comprimido que Zayn me deu ontem, eu não estou com dor de cabeça. Ontem bebi mais do que costumo beber,já que não sou tão fã de álcool quanto Anna ou Ally. Mesmo sem donde cabeça prometo par mim mesma nunca mais beber daquele jeito.

 http://24.media.tumblr.com/640853b37524d6cc8c60333e6ae5a415/tumblr_mpwb77Relx1rfw8vmo4_250.gif

O calor agradável que vinha da janela esquentava meu rosto, junto com a luz ,que não me deixava abrir os olhos, e as mão frias de Zayn segurando as minhas, fazia com que eu despertasse lentamente. Meu celular apitava e eu tentava me soltar dos braços de Zayn sem acordá-lo,mas o calor do corpo dele era tão acolhedor que eu pensei em deixar o telefone tocar. "Pode ser algo importante",pensei.

Quando pego os aparelho em minhas mãos,vejo uma mensagem de Nathan. "Você deve estar dormindo já que saiu ontem a noite... sim Milly me contou,mas isso não vem ao caso. Só quero dizer que estou ansioso e com um pouco de medo em relação ao nosso encontro hoje. Me encontre no Nando's ,12:00. A gente almoça e conversa... até mais. :)"

Você: Shit! - eu sussurrei ao ler a mensagem. Zayn se mexeu ao meu lado e eu levantei da cama bem devagar para não acordá-lo. Eu tinha que por um ponto final nisso,só não sabia como. Eu juntei minhas roupas,me vesti com as roupas que Zayn me entregou noite passada e as vesti. Lhe dei um beijo na bochecha,o olhei por um tempo e depois lhe dei um selinho. Sai do quarto,mas ainda pude ouvir ele sussurrando meu nome,com a voz embargada.

http://static.tumblr.com/jwhf8n4/KBnlor3b0/tracejado_por_wigor_lemes____a_simple_passion.png
 Cheguei de mansinho em casa e ouvi Rick cantando no banheiro,olhei pela janela e Candy estava no quintal na beira da piscina,sentada em uma espreguiçadeira. Ela se sentou e me chamou para sentar com ela,me abraçou.

 Candice: Hey,o que houve? - ela falou ajeitando meu cabelo.- Você está com uma carinha tão para baixo... - eu suspirei alto e falei.

Você: Eu passei a noite com Zayn... - eu disse olhando para a água quase parada da piscina.

Candice: What? Pera ai,não era para você estar feliz... - gif .


 Você: É,mas não quando tem outro cara lindo que te pediu em namoro, mandando mensagens para você. - ela fez um "Ohhh" e uma carinha triste. - Ele quer se encontrar comigo.

Candice: Por que?- ela se ajeitou na cadeira e eu lhe contei tudo,resumindo a historia: minha amizade colorida com Zayn,os encontro com Nathan, eu descobrindo que a ex do Nate pode estar grávida,o pedido de namoro dele,Zayn dizendo que não ia desistir de mim enquanto a gente fazia amor... - Você tem que dizer para Nathan que não o ama.

Você: Eu sei... - eu abaixei a cabeça e fiz um pedido a ela.- Candy,você iria comigo conversar com Nathan,tipo apoio emocional...

Candice: Claro,mas eu não vou atrapalhar? - eu neguei com a cabeça e ela continuou. - Pois agora suba,que Richard pensa que você ainda está dormindo. - eu levantei peguei minhas coisas nas mãos e sai. Parei na porta e me virei para Candice.

Você: Candice... obrigada. Você está sendo uma irmã mais velha para mim.

Candice: Ainda bem que você não disse mãe,se fizesse isso eu iria ai te dar um "cascudo". - nós rimos e ela veio até mim. - Me dá um abraço, vai.


http://static.tumblr.com/jwhf8n4/KBnlor3b0/tracejado_por_wigor_lemes____a_simple_passion.png 

Richard continuou achando que eu tinha dormido em casa. Mais tarde Candice inventou uma desculpa que precisava ir ao shopping e queria que eu fosse com ela,e que além disse iriamos almoçar no Nando's,só nós duas. Eu pensei que era uma historinha para Rick não saber que eu iria me encontrar com Nathan,mas que razão teria já que Rick não tinha nada contra ele? Ai eu descobri que ela realmente me arrastaria até um shopping,depois do almoço com Nathan.

Candice era uma ótima pessoa,fazia Richard feliz e me fazia rir bastante. Ela era uma linda jovem,uma ótima modelo que estava conseguindo fazer uma carreira. Só nesse meses em que estive morando com meu pai,quero dizer Richard,ela viajou bastante para outros países,fazendo photoshoots,participando de desfiles,sendo garota propaganda. A caminho do Nando's ele me contava como era bom,mas difícil ser modelo,me fazendo rir das suas histórias.


 http://25.media.tumblr.com/tumblr_m91nfiVMBL1qg3ih1o1_500.gif 

http://static.tumblr.com/jwhf8n4/KBnlor3b0/tracejado_por_wigor_lemes____a_simple_passion.png
Quando chegamos ao Nando's,Nathan estava sentado no meio do local,sozinho. Olhava para todos os lados e para o relógio de pulso.Depois de alguns segundos nos viu pela "janela" e nos chamou. Quando nos sentamos ele estranhou a presença de Candice ali,mas expliquei que precisava de alguém para ajudar naquele momento.

Nathan: Espera... - ele fez uma cara de surpresa. - Você já sabia que eu ia dizer que não podemos namorar?


Você e Candy: O que?

Candice: Como assim,você não tinha a pedido em namoro? - ela perguntou parecendo um pouco ofendida.

Você: Poisé eu tô confusa. Você não queria me namorar? - perguntei animada por dentro,mas sem deixar transparecer.

Nathan: Vou explicar. Lembra quando eu te pedi em namora,que a notícia que minha ex poderia estar grávida apareceu?- eu ia apenas afirmando com a cabeça. - Poisé,ali eu pensei que ela tivesse arranjado alguém logo depois que terminamos e disse para mim mesmo,que você poderia ser a pessoa que me faria esquecer de Miranda. - agora Candice fazia uma careta engraçada,super confusa. - Nessa semana,Miranda veio e visitar na faculdade e eu percebi que estava usando você para me enganar,para tentar fingir para mim  mesmo que não a amava mais,porém vê-la esses dias me mostrou que eu não poderia fazer isso,nem comigo,muito menos com você.

Você: Então quer dizer que esse tempo todo...- ele me interrompeu.

Nathan: Não,eu realmente estava gostando de você. De sair,de ter alguém para conversar. E em relação aos quase beijos que tivemos: eu realmente queria te beijar,mas pelo motivos errados. Talvez em outro momento eu teria,te galanteado mais,teria sido mais romântico... o problema é que sempre que eu estava com você,em algum momento,ela vinha na minha cabeça.

Candice: Você ainda é apaixonado por ela certo. - ela perguntava tentando entender a cituação.

Nathan: Sim e não.Talvez ou mais ou menos. Eu não sei. - ele parecia confuso. - Logo depois que voltei para a faculdade,pensei se era certo namorar com S/n,mas pensando em como Miranda estaria,ou se ela ainda gostava de mim... Primeiramente,eu só achei que seria egoísta da minha parte prender ela a mim enquanto outra pessoa realmente a amava. - um período de silêncio tomou conta da mesa. Candice pegou minha mão por cima da mesa e Nathan continuou. - Eu vi que esse pensamento estava certo quando Milly me falou sobre a festa,ontem de noite quando cheguei. Me senti menos culpado,mas depois falo sobre isso. Antes quero falar sobre Miranda: ela realmente está grávida e o filho é meu.

Você: Oh. My. God. E agora? Tipo,seus pais já sabem disso? - eu parei para pensar um pouco e perguntei. - Esperai, vocês vão se casar?

http://25.media.tumblr.com/tumblr_me6b73NKve1qhgxpeo1_500.gif

Nathan: Ainda não sei,só sei que eu irei assumir o filho,claro...- ele deu uma pausa curta.- e que eu acho que ainda sou apaixonado por ela.

Candice: Perai,você acha? - ela disse sarcástica.

Você: Caaandy,para. - ela sussurrou um "Tá,parei." - Então o único problema agora são seus paisa certo?

Nathan: Sim... hey você não está chateada? - ele disse sorrindo,mas de modo estranho.

http://25.media.tumblr.com/tumblr_lvo1dwdrxZ1qjejg2o1_500.gif

Você: Para falar a verdade,não. Annh, posso perguntar uma coisa? - ele afirmou com a cabeça. - O que você quis dizer com "seria egoísta da sua parte me prender a você enquanto outra pessoa realmente me ama."? Quem realmente me ama?

Nathan: Por favor,não venha com esse papo. Você sabe que Zayn come na sua mão. - ele disse com um sorriso sapeca no rosto. - Por que você quer saber isso?

Você: Eu estou apaixonada por ele também... - ele arregalou os olhos,levantou as sobrancelhas e riu.

Nathan: Sabe que muitas garotas matariam para ser você agora não é?

Você: Acho que sim... - logo depois pedimos nossa comida e durante o almoço eu falei sobre Zayn e ele sobre Miranda. Era estranho,já que na minha cabeça tudo isso ia ser difícil,mas acho que era eu quem estava dificultando tudo. O homem lá de cima deve ter me ajudado nisso e eu o agradeço.

http://static.tumblr.com/jwhf8n4/KBnlor3b0/tracejado_por_wigor_lemes____a_simple_passion.png

Quando saímos do Nando's,Candy me fez ir ao shopping com ela. No caminho tentei ligar para Zayn,mas ele não atendia. Liguei para Harry ele não sabia,Niall nem em casa estava, tinha saido com Milly,Lou estava estudando com Annabelle e Ally. Liam foi minha ultima esperança,mas me trouxe uma notícia ruim.Quando desliguie o telefone Candice olhou para mim e percebeu que algo estava errado.

Candice: O que houve anjinho?

Você: Liam disse que ele saiu e não volta hoje. Ele pediu que ele falasse para Tia Maura que não estaria no almoço que ela ia fazer e que pedisse desculpas por isso. O que será que aconteceu?

Candice: Não sei... amanhã Trisha volta,ela não tinha ido ontem para casa da Doniya...ela pode saber onde ele está. Se Liam não sabe,só ela para dizer.

Você: O que eu vou fazer agora?

http://1.bp.blogspot.com/-vBQo2vslcpY/Tchc06tDiTI/AAAAAAAAAMY/vcG-z7LqKt0/s320/tumblr_lkbm2pvtzt1qjp68lo1_500.gif

Candice: Compras...comigo.


Narrador's P.O.V: 

http://31.media.tumblr.com/5c30ea92966dee3dcbc5c6de6edcf31e/tumblr_mqhzdzdbxt1qklju2o1_r2_500.png

Domingo:

 Ally e Harry tinham saido e faziam falta no lindo dia de sábado em mais um almoço da Dona Maura. Niall estava só sorrisos,já que sua família tinha amado Milly,esta por sua vez estava amando conhecer os Horan e o mais novo membro da família: Theo.

http://25.media.tumblr.com/8d9c2d1c0a4b0ed4e97f55e8b222bedd/tumblr_mq22cpe4wi1reu2fuo1_500.jpg

S/n era outra que estava amando o pequenino que roubou a cena. Louis tinha ido buscar Eleanor no aeroporto e só chegariam mais tarde. S/n esperou por um bom tempo que Zayn aparecesse com Liam ou que ele viesse com Trisha,mas não. Ele não apareceu. Ela se sentiu mal,se perguntava se ter saído antes dele acordar foi um erro,então foi até a cozinha,beber um pouco de água ou fazer qualquer outra coisa que a deixasse mais calma.

Trisha: Por que não está lá para fora? - ela perguntou sem o sorriso maternal de sempre .

Você: Só vim tomar água.- disse mostrando o copo.

Trisha: S/n,me responde uma coisa: você realmente gosta do meu filho?

http://25.media.tumblr.com/tumblr_lv56z4SKP01r28hymo1_400.gif

Você: Sim... por...- Trisha não deixou a garota terminar e lhe fez outra pergunta.

Trisha: Como Rick gosta da Candice ,Lou da Els e assim vai?

Você: Trisha por quê você ta me perguntando isso?

Trisha: É só que as vezes você não parece ter tanta certeza. - ela dise um pouco chateada. - Seu sorriso fica maior e mais bonito quando você está com ele,mas será que você realmente o ama?Por que ontem você estava com Nate? É ele o cara certo para você?

Você: Eu não estou entendendo nada... - a garota disse se sentindo pior do que já estava.


Trisha: Meu sunshine chegou na casa da Doni com os olhos inchados de tanto chorar. - S/n ficou supresa ao ouvir aquilo- E quando eu perguntei o que tinha acontecido ele disse que teve uma das melhores noites com você e quando foi te procurar,já que você o deixou sozinho de manhã,você não estava em casa. Rick disse que tinha ido ao Nando's com Candy,mas quando chegou lá você estava com Nathan.

Você: Mas Tia Trish eu não quis magoa-lo, eu o amo.- ela disse com vários pensamentos rodando em sua cabea. - Eu fui dizer isso para Nathan... dizer que eu amo Zayn. - ela disse com lágrimas nos olhos,fazendo Trisha perceber que ela realmente gostava de seu filho. - Foi tudo um mal entendido.Candy estava comigo,ele deve ter me visto com Nate quando Candy foi ao banheiro... Trish eu...

Trisha: Está tudo bem, eu já fui jovem minha linda,sei que é difícil... só pense bem no que tá acontecendo. Ponha um ponto final nisso.

Você: Zayn volta hoje,por que já tentei falar com ele de todas as maneiras possíveis.

Trisha: Ele volta hoje,de noitinha eu acho. Espero que consigam se entender.-ela disse abrindo os braços para S/n. Ela sorriu e pensou: Tomara que o cabeça oca se resolva com ela.

http://static.tumblr.com/utvknlp/PYEmaxuge/faberry-hug.gif

Ela sorriu e chamou a menina para irem até lá fora,quando Zayn chegasse eles conversariam e se acertariam.

Your's P.O.V:

http://25.media.tumblr.com/tumblr_ma88i5dMTz1qaogfko1_500.jpg  

Eu tinha tido uma ideia,não sabia se ia funcionar ,mas não custava tentar. Trisha me prometeu tentar ligar para Zayn e explicar tudo,então tive a ideia. Desenharia algo para ele e colocaria o desenho na sua janela. E foi o que eu fiz. Passei horas tentando fazer tudo direito,quase cai de cima da árvore mais cheguei até a janela dele e colei o desenho pelo lado de fora.

http://24.media.tumblr.com/tumblr_me27420uSy1qkexzpo1_500.png

Voltei para meu quarto e tratei de tomar banho,já que tinha tinta de canetinha por todo o corpo.Eu troquei de roupa e fui esperar ele chegar. A essa altura do campeonato Zayn já devia ter falado com a mãe dele,eu esperava. Estava sentada perto da janela quase perdendo meus cabelos quando Rick chegou.

Rick: O que você está fazendo ai na janela?

Você: Annh,nada. - eu disse me sentando. Mas acho que não disfarcei direito.

Rick: Vai,fala logo. O que você tá fazendo ai? - ele disse sorrindo para mim.

http://media.tumblr.com/tumblr_mc2axyKDWK1rr6ht5.gif 

Você: Nada,ora. - eu disse cruzando os braços.

Rick: Se estiver esperando o Zayn,saiba que ele acabou de chegar. 

Você: O que? - corri até a janela. Ele saiu do carro com Yaser e com Safaa. - Oh my God! - corri até meu quarto esperei alguns segundos escondida por trás da cortina. Logo Zayn apareceu e minutos depois chegou até a janela e com uma cara confusa pegou meu desenho e sorriu.

Sai correndo pela escada,passei por Rick na sala e abri a porta em um tempo record. 

Rick: Calma menina, onde você vai? - ele perguntou levantando do sofá.

Você: Buscar um pouco mais de felicidade.

Richard ficou gritando alguama coisa que eu não entendi enquanto eu corria pelo gramado para encurtar o caminho. Bati na porta dos Malik e esperei,até que Waliyha apareceu na porta.
Você: Seu irmão tá ai,né? - perguntou mesmo sabendo a resposta.

Waliyha: Oi,S/n quanto tempo.- ela disse rindo e eu me desculpei. - Tudo bem,e ele tá sim. Quer entrar?

Você: Não,não precisa. Só chama ele para mim,por favor. - eu pedi sorrindo e dando "pulinhos" sem sair do chão.

Waliyha: ZAAAAYN, S/N QUER FALAR COM VOCÊ! - ela gritou com a cabeça para dentro de casa. Trisha apareceu segundos depois.

Trisha: Se fosse para gritar,ela teria gritado filha. - ela disse repreendendo Waliyaha.- Oi S/n! Eu expliquei tudo a ele. Espero ter ajudado.

Você: Ajudou,tenho certeza. Obrigada. - Zayn apareceu e puxou as duas de frente da porta.

Zayn: Oi. - ele disse com um sorriso idiota no rosto.

Você: Oi. - eu falei com um sorriso mais idiota ainda,sem tirar os olhos dos dele.

http://30.media.tumblr.com/tumblr_lonxkiV59g1qzhbz1o1_500.gif

Você: Posso roubar ele um minutinho? - perguntei olhando para dentro,tentando ver Patricia.

Trisha: Claro que pode. O tempo que precisar. - ela disse abraçando Waliy.

Waliyha: Pode não,você deve. - ela disse rindo de Zayn. Elas fecharam a porta,Zayn me puxou para a lateral da casa,onde segundo ele "elas não poderão nos espiar". Ele mostrou meu desenho e perguntou o que significava. 

Você: Você é lento assim sempre,ou só hoje? - eu disse colocando as mãos na cintura,fazendo ele rir. - Você vai me beijar ou eu vou ter que pedir? 

Zayn: Eu ia amar ver você pedir,mas não precisa,deixa para próxima. - ele disse me puxando pela cintura,enquanto eu segurava seu rosto.

http://images4.fanpop.com/image/photos/23300000/toby-spencer-spencer-and-toby-23388178-500-200.gif?1375310481475

Era bom sentir o cheiro dele tão de perto,o calor dos braços dele ao meu redor e saber que ele era meu agora. Aquilo me fez sentir a pessoa mais feliz do mundo. Depois de um tempo nosso bendito pulmão precisa de ar então tivemos que sessar o beijo.

Zayn: Então... você é minha agora,certo? 

Você: Certíssimo. - ele e abraçou forte,me rodou no ar e quando me colocou no chão me beijou outra vez,só que menos demorado.

http://24.media.tumblr.com/tumblr_m9vmkccsrJ1r0lto6o1_500.gif 


Zayn: Sabe o que a gente devia fazer para comemorar? - ele perguntou me encostando na parede. Eu perguntei o que e ele me olhou malicioso. - Envolve eu, você e minha cama. Ou a sua,você quem sabe...

Você: Zaaayn!- eu falei repreendendo-o e rindo logo depois.

Zayn: Tá foi só uma ideia. - ele olhou para mim e depois falou. - Eu te amo,você sabe disse não é?

Você: Agora eu sei... - eu acariciei seu rosto e continuei. - Eu te amo.

Zayn: Ah,e quem não ama? - ele disse brincando,eu lhe dei um tapa no braço e ri. - Ai foi mal. Eu te amo,Bunny.
http://24.media.tumblr.com/4e21e71a9a84798c136920068ab3f02b/tumblr_mqgcrvmcwp1qk9olto1_500.gif 

http://static.tumblr.com/jwhf8n4/KBnlor3b0/tracejado_por_wigor_lemes____a_simple_passion.png

Hellooooo,minhas dreamers \o Como vocês estão? Espero que bem. Vou ser rápida aqui: desculpa o cap. muito pequeno,espero que gostem,comentem por favor, o que acharam de S/n e Zayn? Minhas aulas começam amanhã :( e não sei quando vou postar... Mas fiquem com "Sassy Louis" para alegrar :)

https://fbcdn-sphotos-g-a.akamaihd.net/hphotos-ak-frc3/q71/971784_418889681552909_1205882591_n.jpg

MTT - Capítulo 05: A proposta...



- Before -

Fernandinho: E aí, minha aluna nº 1.
Eu: Mentir é feio! - Mostrei a língua pra ele e ele riu.
Fernandinho: Okay, vamos começar...



- Now -

(Seu Nome) P.O.V.

Eu e o Fernandinho ficamos por mais ou menos 1 hora na pista, e já tinha umas mil mensagens da Vicky, então eu decidi ir logo pra a casa dela.

Eu: Foi mal, mas eu vou ter que ir pra a casa da Vicky...
Fernandinho: Mas já? Logo agora que íamos fazer o giro de 360º... Ah poxa, não vale! - Fez uma carinha de choro e eu ri.
Eu: Desculpa, mas era pra eu estar lá 30 min atrás... ela vai me comer viva quando eu chegar! - Fiz uma cara de medo e dessa vez ele quem riu.
Fernandinho: Okay então... até a próxima aula!

Fui com meu skate até a casa da Vicky, chegando lá o guardei na garagem e bati na porta e escutei um "Já vai!". Pouco tempo depois ela abre com o cabelo todo bagunçado e cara de sono, com um sorriso lerdo.


Eu: Nossa, passou um furacão por aqui foi? - Falei indo pra sala e me jogando no sofá.
Vicky: Não... é que você demorou tanto que eu peguei no sono.
Eu: Quanto exagero meu Deus... Enfim... pra que você me chamou aqui mesmo? - Falei irônica querendo que ela começasse a falar sobre o Louis.
Vicky: Pra a gente comentar sobre ontem... Você sabe o seu beijo... - Fiz cara de desentendida. - E aí? Como foi?
Eu: Foi legal... - Ela me olhou gesticulando pra eu continuar. - Ah... foi um beijo, normal como todos os outros! Só isso. - Ela me olhou incrédula.
Vicky: Ah então quer dizer que o Zayn gostosão que você queria tanto não é lá essas coisas todas?
Eu: Eu não disse isso... é só que... eu esperei tanto pra isso acontecer... que quando chegou... sei lá... não foi o que eu imaginava... foi normal. - Falei pausadamente meio confusa.
Vicky: E ele não respondeu as suas expectativas?
Eu: Não é isso. Ele beija muito bem, é só que... sei lá, eu imaginava algo totalmente diferente. 
Vicky: Mas você sabe que esse seu "Momento" só aconteceu por causa do Harry né?
Eu: Eu sei... o Hazza sempre me ajuda em tudo. - Sorri. - Mas... voltando ao assunto... - Me interrompeu.

(Juro que eu li ela falando: É eu sei)

Vicky: Que assunto? - Se fingiu de desentendida.
Eu: Não se faça de besta... Você e o Louis, você não ser mais virgem! O que é que é isso garota? As coisas acontecem na sua vida e você não fala para a sua melhor amiga! Magoou heim! - Fingi ficar magoada e ela riu.


Vicky: Para besta! Não é nada disso... é que eu tenho vergonha de falar sobre essas coisas.
Eu: Até comigo?
Vicky: Com qualquer pessoa! Você sabe que eu sou meio tímida com esses assuntos...
Eu: Então... conta tudo!
Vicky: Bom... foi no luau que teve 1 mês atrás...
Eu: 1 MÊS ATRÁS? - A interrompi.
Vicky: Se você me interromper de novo eu não conto!
Eu: Ta bom... fala logo!
Vicky: Foi assim... - Ela começou. - Nós estávamos indo para o luau, eu e o Louis que tinha me chamado pela manhã. Quando chegamos lá a festa estava uma droga... só tinha gente bêbada, inclusive nós. Foi então que o Louis propôs que nós fossemos pra a casa dele.
Chegando lá o Louis me puxou pra dentro da casa dele e eu o segui. Ele começou a me beijar e eu o correspondi. Como você sabe nós já tínhamos ficado algumas vezes e eu sei que eu queria isso tanto quanto ele. Um pouco antes eu contei a ele que eu era virgem e ele foi todo cuidadoso comigo. E o resto você já deve imaginar.
Eu: Nossa Vicky... eu não sei nem o que dizer... só que você é muito corajosa, por que eu ainda sou daquelas meninas de antigamente que acha que tem que ser com o amor verdadeiro e tal's.
Vicky: Eu também sou assim... eu amo o Louis... só ele que parece não enxergar isso. - Baixou o olhar.


Eu: Hey! Não fica assim! Eu tenho certeza que mais cedo ou mais tarde ele vai perceber o tempo que perdeu ao seu lado e vai querer compensar todo esse tempo perdido. - A abracei.


Vicky: Tomara! - Abriu um largo sorriso e mudou de assunto. - Bem... eu te chamei aqui também pra outra coisa...
Eu: Pra que?
Vicky: Eu tenho uma coisa pra te propôr!
Eu: Pode falar! - Ela pegou em meu cabelo e começou a penteá-lo com os dedos.
Vicky: Eu proponho uma mudança! - Jogou uma mala em cima da mesa cheia de acessórios e maquiagens, do outro lado tinha uma um pouco maior que ela abriu e revelou várias roupas que tinha dentro da mesma.
Eu: Pra que isso?
Vicky: Ai é que você é tão linda (Seu Nome)... e se você começasse a se arrumar... tipo: Mudar um pouco as roupas, ajeitar o cabelo...
Eu: Todos sempre acharam meu cabelo lindo! - Falei pegando no mesmo.
Vicky: Ai não é isso! Vai lá dentro e coloca essa roupa aqui. - Me deu a roupa e eu fui me vestir mesmo contra minha vontade, ela me maquiou e depois me colocou de frente ao espelho.



Eu: Nossa! Ficou lindo mesmo!
Vicky: E o que você acha que o Zayn vai pensar quando te ver assim? - Me olhou levantando a sobrancelha.
Eu: Oh meu Deus, você tem razão Vicky! Você pensa em tudo! - A abracei. - Agora tinha como ser hoje? É que é amanhã a última audição dos meninos e eu queria estar linda.
Vicky: Vamos fazer assim: Hoje a gente faz o seu cabelo e eu vou te dar umas dicas de como se vestir e tal's, aí amanhã a gente vai renovar o seu guarda-roupas okay? - Eu assenti.

A Vicky começou pelo meu cabelo, aparou algumas pontas e deu um toque mais estiloso nele...  Ele tinha ficado lindo.



Depois ela me deu algumas dicas e prendeu meu cabelo em um coque pra ninguém ver antes da hora. Quando deu 08:30pm ela acabou de me dar as dicas de como me vestir, me maquiar e fez minhas unhas. 


Eu: Vicky eu vou ter que ir! Tem 16 mensagens do Harry e 8 ligações! Ele deve estar doido atrás de mim...
Vicky: Tudo bem... Hmm que sorte heim? Ir dormir na casa do gostoso do Harry. - Eu a olhei reprovando o comentário que tinha sido feito.
Eu: Eu sei, mas deixe meu gordo e fique com seu BooBear. - Falei um pouco grossa e ela riu alto.
Vicky: Ciúmes?
Eu: Claro que não... que bobagem! Agora eu tenho que ir antes que ele venha até aqui me arrastar pelo pé.
Vicky: Então até amanhã! Beijos!

Peguei meu skate na garagem e fui andando pelas ruas quando meu celular toca.

LIGAÇÃO ON

Eu: Alô!
XXX: Alô, cadê você (Seu Nome)? já liguei milhares de vezes! - Era o Harry.
Eu: Eu tava na casa da Vicky! To voltando pra aí agora, mas vou demorar um pouco porque além de ir com o skate, eu ainda tenho que passar em casa pra tomar banho e pegar o pijama.
Harry: Quer que eu vá te buscar?
Eu: Não precisa, em 30 min eu to aí.
Harry: Okay então... Beijo...
Eu: Beijo!

LIGAÇÃO OFF

20 minutos depois eu chego em casa, minha perna já estava doendo de tanto impulsionar o skate. Subi as escadas e fui tirando as roupas pelo meio do caminho e entrei no banheiro. Tomei um banho bem relaxante e quando estava saindo do banheiro do meu quarto enrolada na toalha, escutei um barulho no meu quarto. 

Abri a porta lentamente e peguei meu secador que estava no banheiro. Eu sei que isso não resolveria muito, mas se fosse um ladrão eu iria bater nele com o secador até ele cair no chão e então sair correndo por ajuda... "É... seria uma boa distração" - Pensei. Saí do quarto e vi a sombra de um homem de costas.

Eu: Quem é você e como conseguiu entrar aqui? - Gritei apertando os olhos.



Hello Dreamers! Desculpe não ter postado ontem, é que meu pc travou! Eu comecei a fazer o cap só que ele deu pani, aí só deu pra continuar hoje. O que estão achando da fic? O post anterior ficou com poucos coments queria saber de vcs se estão gostando ou se tá faltando alguma coisa... Como eu já disse os coments de vcs me estimulam a fazer cada vez mais posts, então não sei o que está havendo... No post anterior alguem comentou que eu era uma plagiadora então estou aqui para me defender: É o seguinte, eu tinha um blog e comecei a postar lá, só que alguem hackeou minha conta e eu excluí meu blog okay? Fora que eu estou mudando muuuitas coisas, já que me pediram pra acrescentar umas partes com o Boo. E eu mudei também um pouco da história da (Seu Nome) deixei mais interessante... Agora se vc quer dizer que eu plagiei eu mesma então vá em frente okay Kirida ;).... Beijo pra todas as minhas leitoras lindas que acompanham a fic e se gostarem desse capítulo comentem por favor!



Agora fiquem com esse gif como bônus:

(Lindooos <3)