31 de janeiro de 2014

HTBAH - Cap.19: The prom gets dangerous.


Narrador's P.O.V:

No ultimo capitulo... 

" O barulho de "borracha no chão", como se alguém estivesse com os sapatos molhados fez S/n olhar para trás e se deparar com quem ela menos queria.

“Sentiu minha falta?”a voz alta ecoou pelo corredor vazio."

...

http://24.media.tumblr.com/a071885a365c95bc98cb153e8b57ac48/tumblr_mpkbkfsF8E1snieypo1_500.gif


S/n gelou. Ela virou-se lentamente e viu o moreno bem atrás dela. Ele deu um sorriso presunçoso e se aproximou mais dela. "Como vai?",ele sussurrou.

http://25.media.tumblr.com/tumblr_mecm89Epso1rms6ipo1_500.gif

Você: Melhor antes de você chegar...- ele gargalhou e voltou a olhar para ela. - Por que você está aqui enquanto tem vários policiais te procurando? - ela disse sentido a raiva consumir seu corpo.

Carlos: Você acha que eu ia mesmo sumir assim,sem te dar um olá? - ele disse a puxando pelo braça,apertando-o. - Eu pensei em te levar comigo,mas não vale a pena. - ele disse a empurrando de leve.

Você: Então por que ainda tá aqui,se eu não valho a pena? - ela disse ficando possessa.- Por que você fez tudo isso se eu não valia a pena?

Carlos: Eu só queria te ver sofrer... e eu vi. - ele disse se recostando na parede. - Eu te vi chorar,eu ti vi passar noites em claro,eu separei você daquele idiota... eu tive o prazer de descontar minha raiva em você. - ele disse como se fosse a coisa mais normal do mundo.- Eu poderia te levar, pra te ter como mulher,sabe... mas você é o tipo de vadia que eu não quero ter na minha vida.

S/n respirou fundo e se rendeu ao desejo de socar a cara do moreno. Ela fechou a mão e acertou o rosto dele em cheio,mas o garoto só deu alguns poucos passos para trás e logo levantou o rosto rindo.

http://collegecandy.files.wordpress.com/2013/07/slap.gif

Carlos: Sabe,vou fingir que você não fez isso. - ele disse massageando o rosto. - Ainda não sei se eu te bato,se eu te arrasto daqui ou se eu te dou um sumiço... só quero que você lembre de mim,que seus amiguinhos lembrem de mim. Do pior jeito...

Você: Você é um monstro. - ela disse sentindo repulsa. - Você é um monstro. - ela sem nem pensar,como em um reflexo,cuspiu nele,o fazendo gritar de ódio.

 http://25.media.tumblr.com/tumblr_lxwhnahtPh1rntcico1_500.gif

Carlos: Você me paga sua vadiazinha. - ele disse alto enquanto limpava o rosto com a blusa.

S/n aproveitou a distração de Carlos para tirar rapidamente os sapatos e sair correndo dali. Ela foi em direção a porta mais próxima que levava ao jardim. "Droga,ele vai acabar machucando alguém",ela pensou. Quando viu Carlos vindo rapidamente em sua direção,pensou: "Tarde demais. Vou ter que sair por aqui."


As mesas ocupavam quase todo o espaço do jardim,perto das fontes, Anna tinha colocado luzes,assim como perto de cada árvore,para que o local ficasse todo iluminado. A iluminação toda fez com que o que estava acontecendo,não ficasse escondido. Carlos corria com uma arma na mão,em meio aos alunos que comiam e bebiam em suas mesas. Já as que estavam dentro do ginásio,dançando,nem sonhavam com o que estava acontecendo.

S/n corriam entre as mesas,com os sapatos nas mãos e com a máscara amarrada em seu braço. Ela mandava todos saírem dali o mais rápido possível e logo todos entenderam o por quê.O som de um tiro mesmo abafado pelo barulho da música, ecoou pelo jardim. O barulho fez alguns alunos que estavam mais próximos da porta do ginásio começassem a correr. "Vão,saiam daqui! Rápido",ela gritava.

http://i.imgur.com/nlEP4ch.gif


Carlos: Escutem a garota... - ele disse sorrindo presunçoso. - Saim daqui ou eu faço um furo na testa de vocês. - ele disse gritando para os alunos que estavam correndo para o ginásio.

  
Pouco tempo antes no ginásio:

http://25.media.tumblr.com/717481e55cd02b9cd826abc95732fc9e/tumblr_mugf72khKG1sj92x4o1_500.gif



No ginásio, todos andavam de lá pra cá com suas mascaras e conversavam entre si. Eles bebiam seus ponches, alguns batizados outros não, muitos se agarravam recostados nas paredes ou nos corredores escuros,mas a música e a dança era o que predominava.

http://26.media.tumblr.com/tumblr_m3hzdadjua1qgmqqpo4_r3_250.gif

Os alunos tinham carta branca para se divertiram como quisessem. Milly deu a ideia de deixar um microfone ao dispor dos alunos e quem quisesse poderia subir no palco e cantar. Anna foi a primeira a roubar o microfone e fez todos dançarem.

http://4.bp.blogspot.com/-jXIFUpyCI-Q/UubENEtBn-I/AAAAAAAAAiw/cAEe3ctWon0/s1600/url.gif

Zayn voltou do estacionamento e procurou S/n perto do palco,foi até os meninos da mesa dos drinks e nada de achá-la. Harry deu a ideia de ir procurá-la na mesa onde Milly e Els estavam esperando os meninos no jardim. Ao se virar em direção a porta um barulho ecoou assim que a porta do ginásio foi aberta,fazendo Zayn olhar assustado para os amigos.

Anna parou de cantar,a música foi sendo abaixada aos poucos. Ally olhou para porta entreaberta e viu alguns alunos entrando correndo e segundos depois alguns alunos gritam em meio as luzes que piscavam freneticamente,tentando sair do jardim.

http://media.tumblr.com/tumblr_m3xs49a9EJ1rpsb7v.gif

Pouco tempo depois,bem ao lado dos garotos, vê-se Eleanor correndo desesperadamente em direção a uma das portas,ao longo do corredor "transparente" ao lado do ginásio. "Socorro,pelo amor de Deus,ela tá la fora!",ela vinha gritando. "Zayn é ela,é ela! Ela precisa de ajuda!". Só o que os separavam era um longo pedaço de vidro,eles puderam vê-la e ouvir muito bem o que ela dizia do outro.

http://www.teen.com/wp-content/uploads/2013/01/troian-bellisario-pretty-little-liars-spencer-hastings-halloween-episode-sscared.gif

Ela se chocou contra a porta fechada,tentou outra vez empurrar a porta,mas foi em vão. Louis correu e destrancou a porta para namorada ,que assim que se viu ao lado do rapaz,pulou em seus braços e desabou a chorar. "A Milly,onde tá a Milly? Ela entrou?",ela falava repetidamente.



Louis: Calma,amor. O que foi? O que houve?- ele disse a abraçando forte.

Niall: O que tem a Milly?  Que você quis dizer com “Cadê a Milly”? Ela estava contigo lá fora...- ele disse começando a ficar com medo.

Zayn: Que barulho foi aquele? Você viu a S/n? Ela tava com vocês?

Ally: Para com isso gente...- os alunos que estavam dentro do ginásio estavam percebendo o que acontecia lá fora ou eram avisados sobre. Logo o burburinho começou,gente correndo para o mais longe possível e gritos,muitos gritos. – Deixa ela falar.

Els: Tá bem.- ela respirou fundo e vendo que Milly corria em direção deles,ficou mais aliviada.- É aquele tal de Carlos,ele está por ai... aramado. - todos se entreolharam e pararam em Zayn - Eu vi a S/a correndo dele... Lá no jardim. - ela disse chorando,vendo Milly, recém chegada, nos braços de Niall e de Anna.

~ . ~ . ~

Carlos: Você podia ter simplesmente ficado calada,quieta... - ele disse a encurralando no começo do estacionamento. - Mas sua boca grande e seu punho me fizeram querer te machucar mais uma vez antes de ir. - ele disse a empurrando para um carro mas próximo e colocando a arma em seu pescoço.

http://projectfandom.com/wp-content/uploads/2013/08/tumblr_mrf7xonvgd1svxy9ho1_500.gif

Você: Carlos para com isso, você não sabe o que tá fazendo. - ela disse tremendo de medo. - Por favor,não faz isso. Você vai se arrepender. Isso não te ajuda em nada.

Carlos: E quem disse que eu preciso de ajuda?  - ele disse apertando a arma na pele dela,enquanto a descia pelo pescoço da garota. Ele afastou a arama alguns centímetros e sorriu. - Essa belezura é minha ajuda.

Como um fantasma de filme de terror,Zayn apareceu mais que silenciosamente por trás de Carlos e sem que ele visse,se posicionou quase ao seu lado e o socou no rosto.


Na hora do soco,Carlos tentou se manter de pé , se equilibrar,até segurou-se nos braços da garota assustada na sua frente,mas acabou indo ao chão e levando S/n consigo. A arma que estava na sua mão voou para perto da garota,que tentou esconder a arma pela grama.  Zayn ficou provocando Carlos,o desafiando a levantar e colocar um fim naquela história,sem armas,só no "corpo a corpo".

Você: Zayn,o que diabos você está falando? Tá maluco? - ela disse olhando para ele assustada e ao mesmo tempo tentado puxar o vestido que estava preso em um galho.

http://31.media.tumblr.com/2b338c6cc5d0e34a84aabc6e4f1693e6/tumblr_mmqqbeuJdJ1qd67a3o1_500.gif

Carlos olhou para Zayn como um touro a ponto de correr e chifrar um toureiro. Zayn ficou ereto,com os "punhos cerrados", chamando Carlos para brigar. Antes que o rapaz pudesse S/n correu até ele com um galho recém caído da árvore e bateu nas costas de Carlos,gritando de raiva e o fazendo cambalear e cair de joelhos.


http://24.media.tumblr.com/813556e2d53c0e86f71ef6997a3bb5ff/tumblr_mkeglhBLb41r1mnl6o4_500.gif

Assim como Zayn,uma mulher apareceu correndo e pulou em cima de Carlos que tentava se levantar. Mal ele se pôs de pé,a moça apareceu o puxando pelo pescoço e o derrubando de costas no chão. Ele ficou arfando,caído no chão,enquanto a loira,agia naturalmente.


http://2.bp.blogspot.com/-bq4Xm69WjlQ/UulBE6BCefI/AAAAAAAAAjA/XTtmZkUaFzg/s1600/fight.gif

A mulher se levantou depois de chutá-lo no ombro. Limpou a roupa, pegou a arma do coldre e ficou a rodando nas mãos enquanto falava calmamente.

Mulher: Eu sei que você gosta desses joguinhos,gosta de tramar as coisas,mas já está passando da hora de tudo isso terminar. - (gif) - Somos duas,você um. A senhorita Foxx está bem atrás de você, se quiser conferi...

http://25.media.tumblr.com/tumblr_m693xrBid71r6nv4ro1_500.gif


Miss Foxx: Posso atirar nele,já estou tomando as dores da garota à messes. -(gif) ela disse deixando S/n confusa. Quem eram aquelas duas mulheres?

http://24.media.tumblr.com/71b508d4fe554d0c553f2dffab9387e8/tumblr_mjqlaxPWm61rxqgu2o1_500.gif

Carlos com medo,se levantou rapidamente e correu para tentar pegar a arma que tinha acabdo de avistar no chão. Ao correr despertou o olhar da Agente Foxx que não pensou nem duas vezes antes de atirar nele.

http://31.media.tumblr.com/tumblr_m9mvckC4vo1rcy9muo1_500.gif

Os outros rapazes(os minos) já estavam indo em direção de Zayn e S/n quando a garota gritou ao bater em Carlos com o galho da árvore,mas ainda estavam afastados . As garotas,ao ouvirem o barulho do disparo e correram mais rápido para ver se S/n e Zayn estavam bem. Ally foi a primeira que chegou ao local e se deparou com Carlos baleado no chão. As outras meninas logo chegaram atrás da morena e com as mesmas reações: horror,medo,choro e gritos contidos. Milly estava era a que estava mais abalada,pois Carlos tinha esbarrado nele assim que S/n apareceu correndo pelo jardim e que todos os alunos começaram a fugir.

http://25.media.tumblr.com/445305902f1984f6b10f801b1a6d8835/tumblr_mv1dmyaP201qdrarlo2_250.gif

Todos tinham ficados calados até aquele momento,exceto por Carlos que gemia no chão. S/n foi até a Miss Foxx e chorando assim como as outras,começou a gritar.

Você: Por que você fez isso? - ela disse se sentindo mal ao ver o moreno se contorcer no chão. - Não precisava ter atirado nele...

http://25.media.tumblr.com/tumblr_me0l1sDEED1r76lino1_500.gif

Zayn chegou perto da garota e a segurou pelos ombros. "Mas ele mereceu,S/n. Ele iria atirar em um de nós. Provavelmente em você." ,ele tentava explicar.

Você: Vocês não entendem... ele tem problemas. Ele não precisa de um tiro. Ele precisa de ajuda. - ela disse gritando. - Ajuda médica. Ele é doente, o corpo e a atitudes que ele teve até agora só refletiam à sua loucura interior. - ela respirou fundo e continuou.- Carlos é um pobre coitado,guiado pela cabeça dos outros e pelos problemas mentais... Sempre foi assim. - ela disse a ultima parte em um sussurro.

Ela caiu em cima de seus joelhos e pôs se a chorar,sentindo pena de Carlos,sentindo-se mal por ver onde tudo aquilo tinha chegado. Sentia-se mal por não ter ajudado Carlos como ele merecia,por não ter percebido que o problema não era ela,nem os outros e sim Carlos. Carlos e seus próprios problemas. 

"Ele só precisava de ajuda.",ela pensava. "E eu não o ajudei,mesmo sabendo disso."

Zayn viu que a namorada não estava se sentindo bem e se abaixou ao seu lado. Tentou explicar que o tiro foi só uma medida de segurança,que somente o ombro foi atingido e que ele iria para o hospital logo,logo. Zayn sabia que mesmo que Carlos tivesse feito tudo o que fez,S/n não sentia realmente ódio dele. Ele sabia que ela sentia pena dele. No fundo de toda a raiva que Zayn sentia,existia um pouco de pena escondida e ele sabia disso, só não admitiria.



http://31.media.tumblr.com/722bcf9604e21ffec5bc347be3933c98/tumblr_ms99nxCfvY1sayodwo1_500.gif

S/n's P.O.V:

http://imagens.canaltech.com.br/11612.21903-Pessoa-algemada.jpg

O barulho das ambulâncias e do carro de polícia, dava para ser ouvido por toda as redondezas da escola. Rick foi avisado do que estava acontecendo e minutos depois chegou com Candice ao colégio,desesperado e chorando,preocupado comigo.

Rick chegou e como de costume teve aquele ataque de "pai preocupado e super protetor". Ele viu Carlos sendo cuidado por para médicos,sendo preparado para entrar na ambulância e as duas mulheres misteriosas conversando com policiais. Ele parou de falar do nada e estreitou os olhos,"Não tô acreditando...",ele sussurrou,fazendo Candice olhar para a mesma direção e pareceu não gostar da reação do meu pai.

http://25.media.tumblr.com/tumblr_mdpbinBNn11rvxacao1_500.gif

Rick correu até as duas e colocou a mão sobre o ombro de uma delas. A loira se espantou ao vê-lo e parecia sem fala. Eu achei tudo aquilo muito estranho,já Candice ficava cada vez mais emburrada ao ver o namorado abraçado uma loira que não era ela.

A tal "senhorita Foxx" foi com os policiais até o local onde a maior parte da confusão aconteceu e a Loira continuou a conversar com meu pai. Candice começou a se despedir de todos,pois teria que viajar bem cedo pela manhã e antes que saísse, eu a puxou pelo braço e perguntei se tinha algo de errado.

Candy: Não,tá tudo bem. - ela disse meio "pra baixo". - Só é um pouco mais... complicado do que você imagina.

http://media.tumblr.com/tumblr_m524mg7Gfl1r6rkvko1_500.gif

Candice não passou por Rick ao ir embora e eu não gostei daquilo. Alguma coisa estava errada e não era só uma cena de ciúmes. Além disso,eu não era a única a achar que Candice tinha motivos para ter ficado "chateada". Mais alguns minutos se passaram até a Agente Foxx subir na parte traseira da ambulância onde Carlos estava sendo colocado, assobiar para a mulher loira e acenar com a cabeça. 

Nessa hora eu,Zayn e os outros estávamos ,bem próximos de Rick e da loira,vendo os alunos sendo aparados por professores e alguns até sendo cuidados por paramédicos. A mulher destravou o carro preto e aparentemente caro e olhou para Rick.

Loira: Toma conta dela tá...- ela disse sorrindo docemente para meu jovem pai.

http://31.media.tumblr.com/24e50b0eaca30fd46a2ff6826b765781/tumblr_mw5u75sg7e1s9wnpgo1_500.gif

Eu estava sentada juntos das meninas nos degraus na frente do colégio e me levantei rapidamente ao ouvir aquilo e fui até eles.

Você: Como assim "toma conta dela"? É,isso?- perguntei nervosa.-  Você não vai nem explicar o que aconteceu aqui? Não estou querendo parecer mal agradecida,mas por que você está aqui?


Loira: Porque eu disse que ia te ajudar...- ela disse sorrindo - Eu sou a agente Moore, S/n. Eu disse que nos conheceríamos um dia,disse que te ajudaria. Hoje é o dia.

http://media.tumblr.com/tumblr_m4jyzsLN6S1rpta58.gif

Rick: Você é mais que "a agente Moore", Evelyn. - eu gelou,Evelyn abaixou a cabeça meio temerosa e Rick colocou a mão no ombro dela,encorajando-a. Zayn se levantou e se aproximou de mim,provavelmente percebendo que eu não estava muito bem.

Você: Você é a Evelyn. - eu disse em um sussurro. - Você é minha mãe. - eu disse antes de ceder aos tremores das minhas pernas e ir ao chão. A ultima coisa que eu vi foi Zayn tentando me segurar e logo entrei na escuridão passageira.

 https://31.media.tumblr.com/cf2a46e523bf4fe05ea2c72af44eb437/tumblr_inline_mzvft1MYv31r8u8i7.gif


http://1.bp.blogspot.com/-UTYWfGJgFJY/UoPHY57k8FI/AAAAAAAAAZc/0G67aG9uR7Y/s1600/nandadiz.png


Essa sou eu desde às 16:50 dessa quarta-feira (29/01) ... só por causa desse vídeo.

http://i.imgur.com/9pdmALV.gif

Mas voltando ao que interessa: Hello dreamers! Como vocês estão. Tive um tempo mais livre e consegui escrever mais rápido. Poisé ,ainda temos 4 cap.s normais,um epilogo e um cap. extra de presente para vocês.  

*Anony que perguntou" O que é P.O.V?"
P.O.V. vem da expressão em inglê "point of view" que significa ponto de vista. É muito usado em fics para designar quem vai ser o narrador ou se o narrador vai ser observador ou narrador personagem. Entendeu? Espero que sim.

* -DudaCord-
só digo uma coisa: venha me huggar \o/

* Gifs bônus para vocês *u*

 http://24.media.tumblr.com/23ff3da4b15ea9a755c72636f8447feb/tumblr_mktl5jtCYz1reukppo1_250.gif

http://24.media.tumblr.com/7ed6bca8b3ddbd22f5824eee637aa87f/tumblr_mkujipm7Io1rq4psfo1_500.gif

  http://24.media.tumblr.com/233df83780da8bfeeaf8be3658141dcb/tumblr_mlgltmYFP91soy7b2o1_500.gif

*SEE YA,GUYS!*

29 de janeiro de 2014

Ours - Capitulo 9: A death or not

                                                                                             ~Narrador on~


Todos estavam presentes para o enterro. Desde os parentes mais próximos aos nunca vistos antes. Todos estavam de preto e muitos choravam, principalmente Seunome. Waliyha também estava presente e mesmo não sendo alguém de sua família a garota chorava pelo sofrimento no rosto de Arthur.

E finalmente as homenagens acabaram e o túmulo fora fechado.

Waliyha: Sinto muito pela perda. - Disse abraçando Seunome.
Seunome: Obrigada pela força.
Scott: Vamos pra casa, você precisa descansar.
Seunome: Tem razão, ficar aqui só me trará mais sofrimento.


Harry também estava presente e chorava muito, pois ele conhecia bem a Samantha. Ele acompanhou Scott e Seunome até a casa da mesma e depois foi para sua casa descansar também. Tudo isso para Harry era muito confuso, para ele, era como se tudo que ele mais amava estivesse se destruindo, Eleanor sumiu, Samantha faleceu, Louis não está mais engraçado, Seunome vai se casa com um cafajeste...

Enquanto isso tudo acontecia, uma garota em um galpão abandonado aguardava a chegada do primo. Sim, era Fernanda. Ela andava de um a outro do galpão com os braços cruzados, bufando e resmungando algumas coisas até que Peter chega.

Fernanda: Será que você pode me dizer que história é essa de enterro?!
Peter: Bom, eu clonei o corpo da Samantha.
Fernanda: O quê?! Como?
Peter: Isso eu já não posso falar.
Fernanda: Como assim não pode? Nós somos parceiros, lembra?
Peter: Claro, mas...
Fernanda: Pelo visto não posso mais confiar em você!
Peter: É claro que pode!
Fernanda: Então me diz! Me diz como você fez isso.
Peter: Tudo bem, mas não conte à ninguém... Eu tenho um amigo, o nome dele é Brick. Ele tem uma organização clandestina que faz experiências humanas, A Ordem. E ele fez o clone pra mim.
Fernanda: Tá, mas por que ele faria isso por você?
Peter: Ele é meu amigo... - Fernanda o encarou - Tá bom! A Victoria, que trabalha apara nós, é o amor da vida dele e, eu ameacei matá-la se ele não fizesse isso por mim.
Fernanda: Estranho, mas okay.
Peter: Depois foi só planejar que ela tivesse tido um acidente de Carro na Flórida.
Fernanda: Como planejou isso tudo?
Peter: Eu era assassino de aluguel, isso não é nada comparado ao que eu fazia. 
Fernanda: Nossa agora fiquei com medo hahahaha
Peter: hahahaha
Samuel: E o que agente vai fazer com a Samantha?
Peter: Hã? Ah, deixa ela aí até acabarmos com o império do Pierre! 
Fernanda: Ele vai se arrepender do que fez!
Peter: Agora temos que pensar como pegá-lo de vez, o plano está indo devagar demais!
Fernanda: Temos que ter paciência e tudo vai se resolver.
Samuel: É mais quero logo esse dinheiro.
Fernanda: Eu já disse pra ter paciência! Agora vai ver como a Samantha está!
Samuel: Não sei porque não a mataram logo...
Peter: Ela será muito útil para os nossos próximos planos! 


                                                                                                    ~Las Vegas~



Demi: Bom, está pronto para começar?
Niall: Claro.
Demi: Ótimo! Você vai aprender tudo que um homem presisa saber para  conquistar uma mulher e um mês você e Gemma já estarão namorando.
Niall: Então aqui vou eu!
Demi: Primeira coisa: escute o que ela tem a lhe dizer.
Niall: Nosaaaa que conselho! - Disse sarcástico.
Demi: Quer a minha ajuda ou não?
Niall: Continua...
Demi: Como eu estava dizendo, escute-a. Porque se tem uma coisa que as mulheres odeiam é ser ignorada! Por tanto, seja gentil e preste bastante atenção. Ah, e não a interrompa, só fale quando ela perguntar algo ou quando ela permitir.
Niall: Quando ela permitir?
Demi: Sim! Tipo assim: " Mas e você? Fale sobre você". Ou quando ela fizer uma pausa sobre o que ela estava falando. Entendeu?
Niall: Mais ou menos.
Demi: Vai ser mais difícil do que eu imaginava!

                                                                                                  ~Na Ordem~


A cada dia Eleanor e Ted ficavam mais próximos um do outro. E acabaram descobrindo que a vida pode não ser tão ruim assim na Ordem. Hoje em especial eles estão lavando o chão da cafeteria, ou melhor dizendo, brincando de jogar água um no outro.

Eleanor: Paraaa! Meu olho! - Disse a garota cobrindo o rosto dos jatos de água.
Ted: Hahahaha
Eleanor: Ah, é? - Pegou um balde de água e jogou na cabeça de Ted.
Ted: Eleanor!
Eleanor: Quem ri por último ri melhor hahaha
Ted: Pois é... - Pegou outro balde e jogou na cabeça de Eleanor.
Eleanor: Ah!
Ted: Por isso eu rio melhor hahaha
Brick: O que significa isso?
Ted: Desculpe, senhor. Não vai se repetir, eu lhe garanto.
Brick: Não vai acontecer mesmo! Os dois vão para o Dark Room agora!
Eleanor: Não por favor não!
Ted: Brick, por favor!
Brick: Seguranças! Levem-nos para o Dark Room.

                                                                                                ***********

Eleanor: Eu não acredito que ele fez isso! Eu odeio o Brick! Odeio com todas as fibras do meu ser! Odeio, odeio e odeio!
Ted: Eu também, se eu pudesse eu o matava.
Eleanor: Uma morte bem lenta e dolorosa!
Ted: Sim, mas, também há o lado bom de nós termos vindo pra cá.
Eleanor: Sério? Porque eu não vejo nenhum lado bom e nós ficarmos sozinhos aqui no escuro por cinco horas.
Ted: Mas aqui, a sós, nós podemos... - Se aproximou da garota - Fazer amor. - Disse quase como um gemido.

                                                                                                           ~Mary on~



Cheguei do enterro da mãe da Seunome e fui tomar um banho. Decidi ficar três dias aqui em Londres na casa dos meus pais porque se a Seunome precisar de um ombro amigo eu estarei aqui, queria ficar mais, porém quero curtir o verão com a minha avó, não a veja há anos. E também quero me preparar para faculdade.

Saí do banho e troquei de roupa, comi um pedaço da torta caseira de maçã da minha mãe e bebi um suco de maracujá, peguei minha bicicleta e fui dar uma voltinha por Londres. Faz muito tempo que eu não faço isso, eu não tinha tempo.

Estava andando de bicicleta tranquilamente pela rua quando uma pessoa abre o portão da casa e sai no carro, o que fez eu quase bater no carro, a sorte foi que eu consegui frear a tempo. A pessoa desligou o carro e saiu do veiculo. 

- Não viu eu saindo com o carro, não?
Eu: Liam!
Liam: Mary! O que faz aqui?
Eu: Eu digo o mesmo.
Liam: Bom, eu voltei pra casa e agora estava indo a casa de um amigo meu, e você?
Eu: Vim para o enterro da mãe da minha amiga  aproveitei para dar uma voltinha de bicicleta.
Liam: Por um acaso o nome dela é Seunome?
Eu: Sim, como você sabe?
Liam: O meu amigo Harry foi no enterro, ele está bem triste e eu estava indo agora na casa dele dar uma força.
Eu: Coincidência né? 
Liam: Pois é... Bom, eu já vou indo, até qualquer dia.
Eu: Espera!
Liam: O que foi?
Eu: Quer sair comigo de novo?
Liam: Você me convidando pra sair, nossa...
Eu: Responda logo antes que eu me arrependa.
Liam: Sim, claro.
Eu: Lega...
Liam: Legal...  

                                                                        *****************

Heeeey dreamers!!!!! Que saudade de vocês! Aqui está mais um capitulo para vocês, espero que gostem. Ah, e o que vocês estão achando da fic? Por favor comentem, críticas e elogios são bem vindos! E vocês podem ler essa fic? http://socialspirit.com.br/fanfics/historia/fanfiction-one-direction-da-fruta-que-voce-gosta-1543354 é muito boa! Até o próximo capitulo ^_^

28 de janeiro de 2014

Sweet Dance - Quarto Capítulo: Unexpected Accident


          Julian on ~ 

Abalado. Triste. Destruído. Era assim que eu me sentia no momento. Não conseguia acreditar no que tinha acabado de acontecer. SeuNome, a garota que eu amei praticamente a vida inteira me dispensou sem nem se quer pensar por um instante.
Olhei-a entrando no táxi e comecei a chama-la para que voltasse mas em instantes a vi indo embora, e foi como se um parte de mim fosse ao seu lado acompanhando-a.
Fiquei por longos minutos ali parado sem mover um músculo, tudo ao meu redor, por mais que estava novamente barulhento e agitado, parecia ter pausado. Em um instante me vi longe, como um flashback em minha mente, todas as suas palavras suaves e ao mesmo tempo torturáveis vagavam em minha mente. Sai do Duths lentamente olhando apenas para frente, não me importava quem estava ao meus redor ou à minha frente, eu apenas ia andando pela rua pouco fria e um tanto vazia
obs. imaginem um fundo diferente!

 tudo vinha a tona em minha mente, lembrei de meu primeiro ano escolar, minha primeira aula de dança, meu primeiro beijo, eu e SeuNome correndo de um lado para o outro no meio da rua quando crianças (gif), quando minha mãe sofreu o acidente ficando paraplégica, depois gostando de SeuNome. Desde este dia, foi como se eu ficasse preso em algo igual a um campo magnético, que eu não conseguira sair de maneira alguma.

 Amar SeuNome era tão bom e ao mesmo tempo tão horripilante, parecia tão certo e ao mesmo tempo tão errado, ela me deixava preso parecia que eu não conseguia mais viver, mas eu sei que a culpa não é dela pois sim minha, a final, eu que a amo desde que tínhamos apenas 12 anos, para mim era como se eu não pudesse mais amar ninguém à não ser ela, pois ela parecia e/ou parece a garota mais certa para mim, sei que o que ela sente por mim não é igual, ela já deixou bem claro, mas não irei desistir, algum dia irei tê-la apenas para mim e se alguém ousar em atravessar a linha, eu mesmo terei de dar um jeito.
Me desperto de meus devaneios dando atenção a duas pequenas luzes que estavam um pouco a frente de mim, contanto que eu andava elas iam aumentando, não dei conta do que poderia ser, a bebida deveria estar ainda com os efeitos alcoólicos que sempre falavam, nunca bebi tanto quanto esta noite, acho que por mais que seja a primeira vez eu passei da conta. Meus olhos iam abaixando por conta da claridade, coloquei minha mão sobre meu rosto para ver se conseguia enxergar algo mas logo fechei-os por completo lentamente, e tudo que ouvi e senti foi meu corpo se chocando contra algo, que pela força e pelas estatísticas, vi eu, que era um automóvel. Senti meu corpo rolando por cima do capô e depois batendo fortemente pelo asfalto grosso e pouco úmido. Meu corpo parecia estar totalmente quebrado, minha cabeça exalava uma dor insuportável e eu me via jogado pelo meio da rua todo destruído tanto por dentro, como por fora.

não é gif ok

Vi saindo do carro desesperadamente, que deduzi pela cor e pela placa em cima que era um taxi, uma garota loira e pouco baixa, com as mesma feições de SeuNome, pensei estar enlouquecendo achando que ela estaria ali, mas não, realmente o táxi que me atropelou era o mesmo em que vi SeuNome seguindo seu caminho minutos antes. Ela agachou-se perto de mim e levantou minha cabeça apoiando na perna da mesma e colocando suas mãos cautelosamente em minha face.

SeuNome: Oh meu Deus, Julian... consegue me ouvir ? Julian ? Julian – me chamava –
Não consegui responder absolutamente nada, só oque fizera foi fechar os olhos lentamente e deixar levar-me para um lugar totalmente diferente daquele.

          SeuNome on ~

Eu não acreditava, realmente não estava acreditando. Julian acabara de ser atropelado pelo táxi em que eu estava e por minha culpa. Lágrimas não paravam de descer pelas minhas bochechas que deveriam estar vermelhas por conta do pouco frio que fazia na rua um tanto quanto escura. Julian se encontrava nos meus braços inconsciente, se eu passasse por perto iria até pensar que fosse um cadáver, mas o bom é que isso não aconteceria, pois sei o quanto Julian é forte e sei o quanto pode aguentar. Em poucos minutos, algumas pessoas se aglomeravam em volta de nós, enquanto outras ligavam desesperadamente para o atendimento rápido.
Eu estava aflita, agoniada tentava reanimar Julian, mas ele mal se mexia. Eu não queria pensar no pior mas era quase impossível isso não passar um minuto se quer por minha cabeça. Após algum tepo ali, ouvimos o som das sirenes da ambulância chegando mais próximo, em fim chegando ao local do acontecido.
Os paramédicos eram bem ágeis, logo que chegaram pegaram a maca e colocaram Julian deitado na mesma. Claro que eu o acompanhei, dizendo ao motorista do táxi ir até o hospital mais perto, que seria oque Julian iria ser atendido, para que lá eu pudesse pagá-lo.

Eu não conseguia tirar os olhos de Julian, eu o via ali deitado, tão inocente, tão calmo, tão delicado. Eu me culpava à todo segundo dele estar naquele estado, não deveria ter ido em bora sem que ele estivesse acompanhado à alguém confiável do grupo.




Rapidamente chegamos ao Hospital Center, demorou apenas poucos minutos. O veículo parou e logo a grande porta foi aberta revelando dois enfermeiros que fizeram questão de tirar Julian do carro. Eles levaram o mesmo para uma sala aonde teriam de fazer uma pequena cirurgia no apêndice, alegando que eu teria de esperar na sala de esperas.
Deixei com que os homens, pouco fortes, levassem Julian para o local dito e sentei-me em uma cadeira que estava perto de mim. Apoiei os cotovelos perto dos joelhos e fiquei ali, pensando se ele seria realmente forte naquele momento, pois eu, estava destruída e de todas as formas tentava não deixar com que as lágrimas transparecessem. Logo vi o senhor, motorista do táxi, vindo em minha direção e foi só ai que percebi sua aparência. Ele era magro, pouco alto e aparentava ter aproximadamente 65 anos, tinha barbas grisalhas e pouco cabelo da mesma cor, com certeza era um homem de família bem humilde. Ele aparentava uma cara de assustado e também estava pálido, teimo eu, pelo fato ocorrido agora pouco.
SeuNome: Oi, é ... quanto eu te devo ? – perguntei pegando o dinheiro em que estava em minha bolsa –
Xx: Ah moça, não precisa me dar nada, oque a senhora passou já é o suficiente, não esquenta comigo. – falou com olhar piedoso –
SeuNome: Oque ? Claro que não, nada disso, você deve ter gastado um tantão de gasolina comigo tenho certeza de que precisa do dinheiro, tome aqui – peguei um bolo de dinheiro e dei ao senhor – pegue, você merece ok e enquanto ao acontecido sei que você não terá problemas, se for preciso convoco o melhor advogado da cidade para o caso. Agora vá e não se preocupe com nada. Ele irá ficar bem está bem !? – disse à ele –
Xx: Obrigado senhora, nem sei como agradecer – falou com um certo ar de emocionado –
SeuNome: Não precisa me agradecer, agora vá para casa – disse com um sorriso sincero no rosto –

O homem que se encontrava na minha frente, apenas sorriu e deu-me às costas indo para fora do local, pude ver em seus olhos a gratidão em eu ter dado à ele aquele dinheiro todo.
Sentei-me novamente na cadeira em que me encontrava à poucos minutos e voltei-me a encarar o teto branco pouco sujo pela falta de limpeza e pelos anos daquele hospital. Não queria chorar, não na frente dos outros, mas o que pude fazer no momento foi esconder meu rosto para que ninguém visse o quanto assustada e desesperada estava.



Me via ali, novamente com tudo vindo à tona, me sentia tão culpada que se fosse possível me colocava à frente dele para que agora ele estivesse bem. Não conseguia raciocinar muito bem o acontecido, eu não pensava em absolutamente nada a não ser que Julian ficasse bem com sempre esteve.


Continua...



Olá, bom postei esse foi um capítulo muito 'ruim' para se fazer porque,
eu realmente morri de dó do Julian.
Espero que gostem, pois foi um tanto dramático não !? 
Mas enfim, aproveitem & para as lovatics HAPPY LOVATIC DAY \o/

tão perfeita que nem parece que caga haha

Continuo com no máximo 25 comentários  :)
                            xoxo '

- Só pra saberem, estou de user novo