29 de setembro de 2013

Little Things - Capítulo 21: A love no one could deny - 2ª Temporada

~ Narrador On~




Os dias se passaram depois daquela semana maluca, tudo foi tentando ser colocado no lugar mas só o que se conseguiu foi uma bagunça organizada. George não gostava de chegar em casa e ver Seunome no sofá deitada no colo de Harry mas algo em seu coração se tranquilizava ao olhar nos olhos dos dois, ele não sabia bem o que era e nem por isso sua desconfiança e atenção absoluta com os dois sessava, ele só ficava menos neurótico.

O novo casal ainda se adaptava ao novo status que assumiram, quem diria que tudo aconteceria tão rápido. Quando Seunome imagina ela e Harry sempre se limitava a pensar nos dois juntos em um futuro muito distante, os dois já mais velhos e independentes e agora ironicamente estavam tendo a oportunidade de viver esse amor mais rápido, e quem sabe desgastá-lo mais rápido também, quem vai saber, afinal.

- Vamos Harry!!! A gente vai se atrasar, que saco, todos já devem estar lá - a garota gritou aborrecida

- Dá pra você esperar, eu só tenho que achar uma meia - ele gritou diante da porta de madeira de seu quarto

- Caramba, é sempre essa palhaçada - a garota começou a resmungar e de repente a porta se abre bruscamente

Logo sente aquelas mãos grandes a puxarem pela cintura, sentiu o tórax macio dele tocar seu corpo, ele estava ainda sem camisa o que a fez revirar os olhos, afinal, era para ele estar pronto. Harry fechou a porta com os pés e a jogou na cama, caindo por cima dela.

- Tem como você ser só um pouquinho mais paciente comigo, Sra. Styles? - ele cerrou os olhos e mordeu os lábios dela, não resistiu.


- Não, porque você sempre começa a se arrumar só meia hora antes da hora que a gente tem que estar na festa, isso me irrita muito. - ela fez biquinho

- Você fica extremamente sexy assim irritada - a olhou profundamente e foi aproximando seu rosto do da garota

- estamos ... atrasados - ela sussurrou

-Dá tempo de um beijinho, vai - ele começou a distribuir carícias pelo rosto e pescoço da garota

E então os lábios deles se encontraram, Harry sorriu sem parar de beija-la, era o que ele mais gostava de fazer na vida, beija-la. Ama-la, senti-la. E agora, por completo, completamente dele.



***
~Zia~ 

Tudo iria acontecer na casa de Bia, seus pais liberaram para que ela chamasse seus amigos. Na verdade, a festa que acontece todos os anos é a de Rafaella, sempre lotada de amigos, ou seja, Bia passou a maior parte de seus aniversários em um canto isolada de todos. Já que definitivamente elas não faziam parte da mesma galera.

Bia se arrumou, colocou um vestido azul e penteou seus cabelos, os deixando soltos, coisa que ela não costumava fazer há tempos atrás. Realmente ela mudou bastante em pouco tempo, alguns meses atrás não ligava muito para roupas ou maquiagem, a verdade é que continua não sendo fã de passeios aos shoppings e de sessões de beleza. Mas depois que começou a namorar, começou a querer se cuidar de verdade.

Austin foi extremante importante para isso afinal ele a levou para um mundo antes desconhecido por ela, um mundo em que era amada, em que recebia elogios sem fim e muito carinho.

E então? A vida certamente não é justa, o amor tende a não ser justo. Amamos aqueles que supostamente não merecem nosso amor, já que em um mundo ideal deveríamos amar aqueles que nos amam, mas amamos quem não nos ama, ou ás vezes, quem não nos ama o bastante. No caso de Bia não era assim, pelo menos não no momento.

O que separa esses dois amores, começando pelo começo, o começo de tudo. O primeiro frio na barriga, o primeiro suspiro profundo, o primeiro sorriso bobo, o tal do primeiro amor. Zayn Jawaad Malik era seu nome, ela sabia desde muito tempo, ela era apenas uma garotinha mas mesmo assim não deixou de se admirar com o sorriso, o par de olhos devoradores e o jeitinho daquele garoto.

Naquela época, eles não eram assim tão distantes, o mundo deles poderiam até ter se encontrado. Talvez se encontraram, Bia pode ter feito alguns trabalhinhos bobos do fundamental no mesmo grupo que Malik, ele nem percebera mas ela se lembrava de cada momento.
  • Me passa o lápis azul? - ele perguntou naturalmente, ela tremeu ao perceber que estava pedindo para ela
- Er... o... lá-lapis? - Bia gaguejou para falar

-Aqui Zayn, pega o meu! - a voz alta de sua irmã ecoou na mesinha, ele apenas pegou o lápis

Rafaella olhou para irmã com uma cara de ´´ Aja naturalmente, você tá parecendo uma idiota gaguejando desse jeito´´ Bia sentiu seu coração apertar e abaixou a cabeça quando um sentimento a dominou, ela sentia que ele nunca seria seu.
Os anos se passaram e cada vez ficou mais difícil, Ele era rodeado demais pelas pessoas, como iria perceber a garotinha camuflada nos cantos da sala, nos cantos do pátio, nos cantos... Bia sempre buscou passar neutra pelos lugares, sem ser notada. E assim foi. Até que começou a ser zoada por isso.
Crianças podem ser cruéis, mas adolescentes são bem piores. Bia sofreu muito sendo motivo de chacota, apenas por ser diferente do modelinho que criaram. Zayn era quem determinava o modelo, por outro lado.

O cara que todos achavam legal, todos imitavam, todos queriam estar perto. Só ficava com as garotas mais lindas, só ia para as festas mais legais, na verdade elas eram legais por ele estar nela. Enquanto isso, Bia ficava em casa lendo... suspirando... pensando... nele, é claro.



Para piorar, ele namorou sua irmã. Bia sentiu seu mundo se despedaçar, e naquele momento ela realmente achou que era o momento de parar de se iludir, criou uma regra de parar de pensar nele, mas era muito difícil, aquilo só aumentava. Quando eles terminaram, ela se sentiu estranha, era um alívio, mas foi algo que marcou ele para sempre, como ex-namorado de sua irmã.

Continuaram tão perto e tão distantes por longos anos e então esse ano surgiu... momentos marcantes para a garota. Aquele dia no jogo da verdade e desafio, em que Zayn com sua ousadia fez ela se arrepiar completamente, e depois as aulas e então o primeiro beijo, os primeiros beijos...

Não passou disso, Bia achava que Zayn não queria nada sério com ela. Zayn achava que não era nada sério com Bia, mas cada momento do seu lado fez ele se convencer do contrário. Bia achava que ela não merecia um cara como Zayn, tão lindo, tão carismático, tão popular. Já Zayn achava que ele não merecia uma garota meiga, pura, sincera e inteligente como Bia. A confusão está formada.

E então no meio dessa confusão toda surge Austin.



Um garoto bem bonito, mas com outra pegada, diferente da do Badboy de holmes chapel, Austin era tímido, calmo, de poucos amigos. Tinha um sorriso encantador e um par de olhos irresistível. Conheceu Bia por acaso em um site e coincidentemente, como eu uma fanfic, ele se mudou para a mesma cidade da garota. E então, foi simples, rápido, prático, começaram a namorar no mesmo dia que se viram pessoalmente.

Bia se sentiu muito feliz e amada e diferente. Gostava de Austin, de verdade... e então, felizes para sempre?

E o que acontece com o tal de Zayn Jawaad Malik? Ele ficou com raiva, ele arrumou uma namorada, a primeira que viu para ser mais específica, ele gritou com alguns nerds, ele acabou se dando mal no segundo teste de física do semestre mas então, em um dia ensolarado,viu seus amigos de time com a mochila de alguém, ele revirou os olhos e foi até lá.
  • Vocês tem problema? Me dá essa porcaria aqui! - gritou com os amigos e pegou a mochila
Que isso Zayn? Ficou louco? - perguntou Jeff cerrando os olhos para ele
Vocês são uns idiotas, sério. - e então entregou a mochila para o garoto
Só então percebeu que se tratava de Austin, ele só pegou e saiu dali. Depois dessa cena, Zayn parou de andar com seus colegas do futebol. Era atraso de vida, foi o que Maya disse e o irmão seguiu o conselho.
Falando em Maya... essa menina não é brincadeira. Assim que soube que seu irmão estava apaixonado de verdade por sua amiga tratou logo de armar um planinho para os dois.

~ FlashBack ON~

Bia não achou uma ideia muito boa, até sua amiga dizer que o irmão não estaria em casa e que elas teriam a casa inteira pra elas no fim de semana, já que os pais estariam na casa dos avós dela.

Maya achou a oportunidade perfeita, ela e seu irmão sozinhos em casa, tudo certo. Aquilo podia funcionar. Noite de filmes, era isso que a mais tímida achava que aconteceria.

Já passava das 11 da noite... Zayn estava tomando banho, até então Bia achava que ela e Maya estavam sozinhas em casa.

A irmã Malik começou seu plano...

  • Eu queria muito assistir um filme... - ela disse
-Qual filme? - Bia perguntou

-É um dvd de comédia, Click, mas tá lá no quarto do meu irmão, você podia pegar Bi, enquanto eu faço a pipoca e tal? - ela espertamente não esperou que a amiga respondesse e já foi pra cozinha

-Mas eu não sei onde está...

-Na prateleira de cima, perto da tv. - disse da cozinha

Bia sabia que o quarto de Zayn despertava muitas emoções nela, apenas foi querendo sair o mais rápido possível dali.

Maya sabia que seu irmão demorava penteando o cabelo no banheiro e que quando Bia estivesse perto do quarto, ela não ouviria o barulho do chuveiro, já que ele já teria o desligado.

Zayn terminara de pentear seus cabelos e seguia para o quarto com a toalha pendurada em seu corpo apenas. Vê a luz do seu quarto acesa e entra...

  • Maya, eu já n...

Então um grito paira pelo lugar, Bia derruba os dvds que estavam em sua mão... ela treme da cabeça aos pés, não esperava realmente encontrar Zayn ali.

  • Bia... o que você está fazendo aqui? - ele perguntou surpreso

Ela não conseguia falar direito... e então como uma brisa gelada, Maya aparece, segura a maçaneta da porta e puxa com força, a fechando. Logo um barulho indica que ela trancou a porta.

  • Mas o que? - Malik estava confuso – Mayaaaa, que brincadeira é essa? Abre logo essa porta! - ele gritou furioso sacudindo a maçaneta
Eu estarei lá na casa da Maria, conversem e eu volto já – gritou divertida e saiu

Na verdade ela não foi pra casa da Maria, apenas ficou na sala assistindo um programa qualquer.

Bia gritou o nome da amiga umas três vezes mas viu que seria inútil.
E sentou na cama colocando a mão na cabeça, resmungando várias coisas inaudíveis.

  • Err... Bia? Oi.... - foi o que ele conseguiu dizer
Desculpa eu ter entrado no seu quarto, eu ia pegar um DVD, mas sério, a Maya me paga por isso. - disse aparentando estar irritada
Okay, eu já entendi o que ela quis fazer, do jeito errado claro. - ele revirou os olhos, se lembrando que sua irmã prometeu ajudá-lo a se aproximar de Bia

Bia balançou a cabeça e então percebeu o que estava realmente acontecendo, olhou para Zayn a sua frente escorado na parede, ele estava só de toalha, deixando seu corpo quase todo a mostra. E ela estava trancada com ele ali, por tempo indeterminado. Ótima situação. Mas que a fez ficar nervosa.

  • Ohhh eu preciso me trocar. - disse se tocando que estava apenas de toalha

  • Ah é... eu vou – ela se levantou mas então percebeu que estava encurralada – Eu me viro, prometo que não vou olhar.

Zayn sorriu e sentiu seu coração bater com ela parada em pé com as mãos no rosto. Ele vestiu uma box e depois uma calça de moletom vermelha.
  • Pronto Bia. - ele disse e ela se virou lentamente, depois disfarçadamente olhou para o garoto que apertou o punho

  • E agora Zayn? O que vamos fazer? Ligar pra alguém pra salvar a gente?

  • Salvar? É muito insuportável ficar um tempo comigo? - ele ergueu seus olhos para ela, e isso surtiu um arrepio na mesma

  • Não, é que... sei lá, é estranho, depois do que aconteceu entre a gente. Eu sei que pra você não foi nada demais...

  • Bia... você não acredita em mim mesmo né? - ele se afastou arfando

  • Parece surreal Zayn, só isso. É que eu sempre gostei de você, desde que eu era uma garotinha, e você nunca ligou pra mim... - disse com mágoa

  • Eu... eu... sei disso, eu sempre fui um idiota. Mas eu mudei Bia, se pudesse me dar uma chance. - ele balançou a cabeça – Você não acredita que eu mudei, acha que eu sempre serei o estúpido jogar fútil

  • Eu sei que você mudou... Austin me contou do dia que você defendeu ele. - ela olhou com olhos de gratidão – Sabe, tem ele né?

  • Sei disso e ele é um cara legal, de verdade. Eu estou tão confuso Bia, parece que eu não sou quem sou, parece que não fui eu mesmo todos esses anos – ele deitou na cama, colocando a mão na cabeça

E então, a garota ficou parada e de repente começa a ouvir um suave barulhinho vindo dele, vindo do fundo de sua garganta, ele estava chorando. A garota o abraçou, deitando no tórax desnudo dele. Ficou ali por um bom tempo, em silêncio, até ele quebra-lo.

  • Bia, eu sei que não tenho o direito de te pedir isso... mas... - a garota se sentou

  • O que Zayn? - ela ergueu a cabeça que ele acabara de abaixar

  • Nada... - ele não quis dizer

Era complicado... ele realmente sentia que não tinha direito de dizer a Bia para largar o outro namorado e ficar com ele.

  • E a sua namorada? - ela criou coragem e perguntou

  • Terminamos. - ele disse rápido

A garota somente assentiu e ficou em silêncio. Zayn levou sua mão até o rosto dela, se arrepiou ao toque imediatamente.

  • Você quer fazer o que? - ele perguntou em quase um sussurro e ela o olhou com a testa enrugada – Quer assistir um filme? Sei lá...

  • Ahh okay, que filme?

  • Pode ser desenho animado? - ela sorriu assentindo, ele foi até a prateleira e escolheu – Não sei se gosta muito desse, mas eu adoro.

Apagou as luzes, deixando o abajour ligado. Ele se sentou no tapete, se apoiando na cama onde a garota estava sentada. E então começaram a assistir Valente.

Ambos adoravam o filme, já estava perto de acabar quando Zayn olhou para Bia, ela estava deitada na cama, olhando atentamente para a tela.

  • Que foi? - ela perguntou

Então ele sorriu em sua direção.


Zayn estava para virar o rosto quando Bia levou sua mão até o rosto dele e depois passou a mão em seu cabelo e depois desceu para sua bochecha e logo após para seus lábios. Ele estava parado, somente fechando os olhos e reagindo a cada toque.

Foi então que ela se levantou, sentando e fazendo com que ele fizesse o mesmo, se ajoelhando na cama.




Ela olhou intensamente para ele e o trouxe para si, o dando um beijo doce. O coração de ambos batia inconstante, seus corpos vibraram ao se chocar. A garota surpreendeu Zayn ao deita-lo na cama e logo depois ficar em cima dele, beijando seu pescoço fazendo ele arfar. 




Ele segurou na cintura dela, passando a mão de leve sobre aquela região. Com todo cuidado possível, ele não queria assustá-la outra vez.

Sentiu as unhas dela arranharem suas costas e depois mordidinhas e carícias que deixariam marcas pelo seu pescoço. Somente a respiração intensa dela o fazia virar os olhos.

Bia mordia o lóbulo da orelha de Malik enquanto ele massageava os cabelos dela.

E então a nossa cupido atrapalhada decidiu aparecer no pior momento possível... ela abriu a porta assustando os dois e a abriu falando algo que eles não conseguiram entender, apenas se assustar.

  • Mas... - Maya ficou estática com um sorriso sapeca formado nos lábios

  • Eu... eu... vou embora- ela segurou os cabelos e saiu

  • Bia... você tá de pijama – a amiga gritou mas a outra nem ligou

Foi no quarto de Maya e pegou sua bolsa, rapidamente se dirigiu até a porta. Zayn correu antes que ela alcançasse a porta e segurou seu braço delicadamente.

  • Calma Bia... você não precisa ir, sério, por que... por que está chorando? - ele perguntou ao ver os olhos vermelhos da garota

  • Porque... porque eu te odeio, eu te odeio, sério. Eu não devia ter feito isso mas – ela soltou mais lágrimas e ele as limpou

  • Foi minha culpa, não se sinta mal. - ele pegou a bolsa dela de suas mãos e colocou no chão. - Eu gosto mesmo de você

  • Eu também gosto de você... - disse chorando

E então ele a beijou mais uma vez. Se separaram com ela ainda mais confusa, ele ainda mais apaixonado. Ambos perdidos. Ela pegou a bolsa e foi embora.

~ FlashBack OFF~


***

A festa estava a todo vapor, era meio que dividida em lado a e lado b. Rafaella e seus amigos. Bia e seus amigos. Só que depois de um tempo tudo ficou misturado.

Niall ficou grudado com a sua nova namorada Genevive, enquanto Maya ficou com uns 2 garotos só de raiva do irlandês, fez para chamar sua atenção, mas não funcionou. O que fez com que ela se sentisse uma idiota.

Maria e Liam acabaram não indo, preferiram ficar em casa em uma maratona de friends, eles dois amavam a série e se amavam muito. ( Esse casal só falta casar, como disse uma migs minha)

Bia estava dançando com Austin mas seus pensamentos estavam em outro lugar e seu namorado percebeu isso, a chamou para conversar...
Foram para o quarto dela e sem rodeios ele foi direto ao ponto.

- Tá pensando nele né? - a garota tremeu e perdeu o fôlego

- Que? Quem? O ... - ela ficou perdida

- Zayn... eu vi seus desenhos dele. - a garota se odiou por isso

- Desculpa Austin... - ela lamentou

- Bia, eu sei que hoje não é o melhor dia pra te dizer isso mas meus pais... eles querem que eu volte pra casa - a garota arregalou os olhos - Eu estava mesmo pensando em ficar... por você, por nós, só que agora, tenho que saber se valerá a pena. Não quero ficar com metade você. E então? Você acha que devemos continuar nosso namoro ou eu posso ir...

A garota ficou em silêncio, sua mente dava voltas e voltas... Mas foi olhar triste que ela lançou para Austin que esclareceu tudo. 

- Okay... eu não estou com raiva de você, ficar com raiva de você é impossível, eu espero que seja feliz. - ele deu um meio sorriso e saiu do quarto dela...

A garota sentou em sua cama e somente caiu em um terreno estranho. Perdida... sozinha... com medo... triste... e então pensou naqueles olhos castanhos... sentiu algo estranho... 

***




Seunome e Harry ficaram dançando por um tempo, depois ele foi ficar um pouco com Louis e outros meninos e ela foi pegar um drink na geladeira. Foi aí que esbarrou com ele.
Jay, o irmão de Austin, aquele que ela tinha achado muito lindo a algum tempo no colégio.

  • Que isso? Te machuquei gatinha? - perguntou de um jeito galanteador mas a garota se contorceu ao sentir o forte cheio de álcool de seu hálito

  • - Não, não foi nada. - disse seguindo seu caminho até a parte das bebidas

  • Eu também queria um drink, eu sei fazer uns bons... - ele piscou e então se aproximou dela- Olha tem vodka ali

  • Ah eu não vou beber nada alcoólico hoje, estou sóbria

  • Hummm, poxa... - e então ele pegou a garrafa e bebeu no gargalho, entornando – Bommm – comemorou ao acabar

Seunome pegou um refrigerante e colocou no copo.

  • Você é muito linda cara, vem cá um pouco... - e então ele agarrou a cintura dela

  • Não, não, me solta! - ela gritou mas não conseguiu se livrar das mãos dele

  • Ahh sério, você tá me dispensando? Não, não. - e então ele foi para beijar ela

E então uma voz ecooa sobre o lugar...

  • Larga ela idiota – Seunome conhecia muito bem aquela voz

  • Ihhh é o namoradinho dela? Tá bom tá bom... eu só queria um beijinho, relaxa, não precisa ficar bravo – deu uma risadinha debochada, pegou a garrafa de vodka e saiu da cozinha

A garota xingou ele de alguns nomes impronunciáveis e bebeu um gole de seu refrigerante. E então olhou para o rosto do garoto a sua frente.

- Seunome... seunome... sempre se metendo em confusões... - disse balançando a cabeça e rindo

  • É minha vida... obrigada Phillip – sorriu agradecida

  • Estarei sempre perto para te proteger – ele piscou

  • Ah ótimo... e como vai a vida? E esse lance com a Megan?

  • Já tá sabendo? Esse povo ama uma fofoca – cerrou os olhos

  • Ah é mas me conta...



  • Ah sei lá, aconteceu meio que naturalmente, quando ela voltou ela me odiava e eu estava com você. Agora, nós nos reaproximamos, eu sempre gostei muito dela, sabe. Os pais dela me odeio mas estou trabalhando nisso – ele riu, claramente feliz com sua situação atual.

  • Te desejo tudo de melhor. De verdade.

  • O mesmo para você marrentinha... se quiser aulas de skate e jogar guitar hero, estarei sempre ali a alguns metros da sua casa
  • Perfeito...

Os dois se abraçaram forte e retomaram sua amizade inicial. Phillip deu um beijinho na testa da garota. Logo depois ele foi embora... E então a garota vê Harry aparecer logo depois, meio cabisbaixo.


- Você ainda gosta dele? Se sim, só me diz por favor, me diz agora que eu sofro menos... ou não 

CONTINUA...


Oi genteeee, consegui postar hoje. Vocês não sabem como está difícil pra mim, eu estudo integralmente, saio de casa 5 e 30 e volto só 7 ou 8 da noite, tipo, durante a semana é impossível postar, mas daí o fim de semana fica muito apertado.
Me perdoem se demorar mais que o comum, mas o fato é que estou no meu limite. 

Sobre meu facebook, aqui está  https://www.facebook.com/adrielle.fernandes1 
Mandem mensagem falando que é leitora do blog e eu aceito. É que eu estava acumulando muita gente no meu fb 

Malikisses genteeeee :333
Me esforcei muito para fazer esse capítulo Zia, então espero que gostem. 

28 de setembro de 2013

~Maratona de Imagines~

imagine com o Zayn - Don't Forget




Era três horas da manhã e como em toda sexta-feira, lá estava eu sentada no sofá enrolada com a manta dele, assistindo  uma comédia-romântica, inalando aquele cheiro bom. Na  maioria das sextas-feiras era assim, ele saia e só chegava tarde da madrugada. A desculpa que ele usava era a 'fama'. 
Mas a questão é: Que garota no mundo merece que seu namorado famoso, chegue tarde, com cheiro de álcool e de perfume feminino, plena sexta -feira de madrugada em seu apartamento?  Em meio a esses pensamentos pela primeira vez me senti cansada o bastante e acabei adormecendo.
SeuNome off
Zayn onn


Quando cheguei no meu apê passava das 4 da manhã. Assim que entrei encontrei a (SeuNome) dormindo toda encolhida no sofá com a TV ligada. Desliguei a tv me aproximei dela, depositei um beijo em sua testa, aconcheguei-me ao seu lado e dormi.
Acordei com uma dor de cabeça muito forte, parecia que 100 cavalos tinham pisado na minha cabeça. Mesmo antes de abrir os olhos eu sentia que estava sozinho naquele cômodo. Ou a (SeuNome) estava  na cozinha ou no banho. Levantei-me devagar e fui primeiro procura-lá na cozinha que era mais perto. Não a encontrei.
 Então segui para o banheiro do corredor, e novamente , não a encontrei. Eu ainda tinha a ultima alternativa: o banheiro do nosso quarto. No entanto quando cheguei no mesmo uma conclusão enfim se formou em minha mente: É ela não estava no apartamento. Decidi então tomar um banho para depois analisar melhor minhas opções.
Zayn off
SeuNome onn

Acordei as 09:00 horas da manhã com o Zayn resmungando alguma coisa enquanto dormia. Me levantei silenciosamente e, logo depois de tomar um banho sai pra correr.
Eu precisava repensar minha vida. Não estava mais aguentando viver assim. O Zayn já não demonstrava mais que me amava de verdade, eu sempre o via fechado em seu mundo... Ele estava mudado, ou então tinha algo de errado comigo.
SeuNome off
Narrador onn

Em quanto (SeuNome) corria meio que por sorte- ou não - ela encotra seu melhor amigo James, um rapaz do seu ''mundo'' , ou seja sem fama. Eles começaram a conversar e a caminhar juntos. Conversa vai, conversa vem e a hora voa.
(SeuNome) : James eu preciso ir.
James: Eu te acompanho. - Sorriu educado.
Em quanto isso... Zayn terminou seu banho e logo depois de tomar um remedio, decidiu ligar para a namorada. Caixa de mensagens. O garoto se inquietou era a primeira vez que ele ia dormir e ao acordar não encotrava sua namorada ao seu lado e para piorar sua aflição era a pimeira vez tambem que ao ele ligar ela não atendia o celular .
 Ele saiu de seu apê a mil. Não sabia onde procurar por (SeuNome), só queria encontrar-lá. Assim que Zayn saiu do elevador no hall, avista atraves da porta de vidro, que dava visão privilegiada para a rua, sua namorada com seu amigo James, esbanjando sorrisos que para qualquer outra seria contagiante. Mas não para Zayn que estava cego de raiva e de...  ciume , muito ciume.
Enfurecido ele decidiu subir novamente para seu apê.
Narrador off
SeuNome onn

Ao me despedir de James, subi para o meu apê esperando encotrar o Zayn ainda dormindo. Ao me virar não o encontrei  no sofa.
'' Saiu... Nossa que novidade... '' ironizei a mim mesma.
Caminhei, cantarolando, em direção ao meu quarto e do Zayn. Abri a porta e lá estava ele sentado na cama de cabeça baixa.
Eu: Booooom dia Zayn - Sorri pra ele que nem olhou na minha cara.
Zayn:Muito feliz? - Perguntou ainda sem me olhar.
Eu: Sim , podemos dizer que sim.
Zayn: Me responde uma coisa - Me assustei com o tom frio em sua voz.
Eu: Zayn ta tudo bem? - Me aproximei dele.
Zayn: Você seria capaz de me trair? 
Eu: Que pergunta idiota. - Ri e virei as costas. Quando eu ia entrar no banheiro sinto as mão geladas de Zayn me apertando. - Ficou louco ? - perguntei espantada .
Zayn: Você não respondeu minha pergunta - Esbravejou.
Eu: Ta me machucando - Gritei conforme ele apertava meu braço .
Zayn: Responde - Gritou mais alto.
Eu: Não Zayn, eu nunca te trai - Me debati em seus braços. Eu queria sair dali , eu estava prestes a chorar mas não queria chorar na frente dele.
Zayn: Jura? - Perguntou ele olhando em meus olhos soltando meu braço.
Eu: Você não confia em mim?
Zayn: Em você sim, nos homens não.
Eu: Qual é Zayn eu não sou mais criança. Você esta duvidando de mim.
Zayn: E se eu estiver ? - Ele gritou . Foi o meu alge , não consegui segurar as lagrimas.
Eu: Zayn eu não acredito que você esta duvidando de mim. Eu te amo caramba.Você não percebe? - Solucei
Zayn: O que você estava fazendo com aquele seu amiguinho hoje tão cedo? Ele não tem namorada não?
Eu: para Zayn ... Chega... Você duvidando de mim com o James ? Ah por favor - Sequei algumas lagrimas. - Tchau.
Zayn: Pra onde você vai (SeuNome) ? - Segurou novamente firme em meu braço .
Eu: Me solta. - Rangi entre dentes.
Zayn: Se você sair por aquela porta - a pontou a porta do quarto - Não precisa mais voltar - Ele me olhava com odio, despreso ou sei lá o que.
Eu: Quer saber ? Eu vou mesmo. Estou cançada de você me deixar toda sexta-feira a noita pra ir beber com seus amigos. - Aproveitei que ele estava destraido e me soltei.
Caminhei o mais rapido que pude pra fora daquele apartamento.
No elevador chorei muito. Não era raiva dele , era raiva de mim. Como eu pudia amar um idiota?

SeuNome off
Narrador on

Seunome ficou o dia todo na casa de sua melhor amiga. Enquanto isso Zayn se arrependia do que tinha dito mais cedo. O dia dos dois não foi nada facil ambos se arependiam das palavras ditas naquele momento mas ném um dos dois daria o braço a torçer. Eles não percebiam  que era o amor que estava em jogo? Eles eram tão idiotas assim? Como não lembravam das promessas que um fez ao outro de nunca deixarem de se amar e de ficarem juntos pra sempre? Isso era locura. Mas eles eram loucos... loucos um pelo outro.
Narrador pff
SeuNome onn

O relogio marcava 10:00 da noite , eu sabia que a esse horario o Zayn não estaria no apartamneto. Essa era a hora certa para eu pegar minhas coisas. Avisei minha amiga que iria demorar um pouco porque talvez ele ainda tivesse terminando de se arrumar ai eu esperaria ele sair, pois de jeito algum eu queria ver aqueles olhos outra vez.
Quando o taxi me deixou em frente ao predio do Zayn, que costumava ser me tambem, peguei a minha chave que eu tinha e entrei , subi direto pro andar dele. Parei em frente a porta e fiquei em silencio tentando ouvir algo que pudesse estar do outro lado da porta. Nada. Então botei a chave na fechadura e girei a maçaneta. Estava tudo escuro. Ascendi a luz da sala e caminhei para o quarto dele , iria pegar apenas o nescessario.
Entrei no quarto dele e antes que eu pudece ascender a luz , sinti aquelas mão agrandes agarrarem minha sintura. Inalei seu perfume enquanto ele começava a beijar meu pescoço.
Zayn: Por favor me perdoa anjo. - mordiscou minha orelha - eu te amo.
Eu: Zayn para... - Meio que falei.
Zayn: Shiii fica quietinha essa noite quero te provar que confio em você, que eu nunca mais irei sair sem você,e o mais impotante : Eu te amo você é minha.
Não foi preciso ele dizer mais nada, apenas tomou meus labios em beijo quente, apaixonado e provocatico... que concerteza levou a coisas de um casal apaixonado. Que jamais ira se separar! 

FIM sz


Escrito por Vitoria Aroucha tt: @1Daybeollg



É isso a maratona de imagines acabou, vou postar mais, eu sei que vacilei, nem tenho tempo de postar os imagines que vocês me mandaram, mas postarei TODOS aqui. 

Malikisses

Drica

~ Capítulo 21 de LT está a caminho, talvez amanhã ele chegue ~